CONTADOR DE VISITAS

contador de acessos

Funk Gospel- Novas 2016-2017

FUNK E NOVO SOM

funk gospel e infantil

MX GOSPEL

HINOS JUDAICOS E ROMANTICAS

FUNK GOSPEL- VARIOS

MUSICAS MESSIANICAS

MELODY E VARIAS

VIDEO DO POKEMON

ESTUDO-INFERNO

Jogos para voce

ORIENTE MÉDIO

TURMINHA DA GRAÇA E MIDINHO

OS TRAPALHOES E A PRINCESA XUXA

Os trapalhoes-vol. 2

PRIMEIRO EPISÓDIO DO CHAPOLIN

PRIMEIRO EPISÓDIO DO CHAVES

DE GRAÇA RECEBESTE, DE GRAÇA DAI!!!!.

DE GRAÇAS RECEBESTES,DE GRAÇA DAI-MT10.8

ESTUDO-Jo 3.16

ESTUDO SOBRE ADORAÇÃO

INFANTIL

HINOS JUDAICOS

FUNK GOSPEL E ROMANTICAS 03

JOGO DE PERGUNTAS BÍBLICAS

CLIQUE PARA RESPONDER AS PERGUNTAS Coloque este widget em seu blog

FUTEBOL COM CARROS

JOGO ATIRE NAS GARRAFAS

JOGO DA BALEIA

JOGO DA BALEIA

Jogo pac man

JOGO BASKET

JOGO blast

JOGO MAGNETO

JOGO DE CORRIDA

Corrida Bíblica–o game

JOGO DA VELHA 02

Mais Jogos no Jogalo.com JOGO DA VELHA 02

JOGO BÍBLICO DE PERGUNTAS

Noticias g1

LEITURA EM INGLÊS

LEITURA EM INGLÊS

LEITURA EM INGLÊS 02

LEITURA EM INGLÊS 02

NOVO SOM E DIVERSOS

funk gospel e musica judaica 02

ROMANTICASM JUDAICA E FUNK GOSPEL

RELÓGIO COM MENSAGEM

ROMANTICAS E FUNK GOSPEL

ROMANTICAS E FUNK GOSP. 02

ROMANTICAS GOSPEL

FUNK GOSPEL 25

FUNK GOSPEL 24

FUNK GOSPEL23

FUNK GOSPEL 22

FUNK GOSPEL 21

funk gospel 20

FUNK 19

/>

funk gospel 18

FUNK GOSPEL 16

FUNK GOSPEL 15

FUNK GOSPEL 14

GOSPEL FUNK 17

Prof. Marcio de Medeiros--ESTUDO SOBRE O INFERNO

NOTICIAS DE CONCURSOS

BEM ESTAR -GNT

FILME-A ÚILTIMA BATALHA

BATE PAPO CRISTÃO

Qual é a sua avaliação sobre este blog?

Formulario de autoresposta


Nome:

E-Mail:

Assunto:

Mensagem:


NOVO SOM-ROMANTICAS

FUTEBOL 03

Placares oferecidos por futebol.com

FUTEBOL 04

Tabela futebol Brasileirão Serie A oferecida por Futebol.com

HOMENAGEM AO PROF. MARCIO DE MEDEIROS,FEITA PELOS SEMINARISTAS DO SETEF

HOMENAGEM AO PROF. MARCIO DE MEDEIROS,FEITA PELOS SEMINARISTAS DO SETEF-SEMINARIO TEOLÓGICO FILADÉLFIA-J. BOM PASTOR-BELFORD ROXO-RJ

CAIXA DE CURTI FANPAGE

CUMPRIMENTO AO VISITANTE

link me

Prof Marcio de Medeiros

Por favor coloque este codigo em seu site ou blog e divulgue o nosso blog

NOTÍCIAS RIO

REDECOL NOTICIAS




NOTICIAS

G1 NOTICIAS

G1 NOTICIAS

MENTE MILIONARIA

MENTE MILIONARIA-COMO SER BEM SUCEDIDO FINANCEIRAMENTE
CLIQUE E ASSISTA!!!!

PROP. DA PAGINA NO FACE04

BUSCA DE EMPREGOS

BATIDAO GOSPEL 10

FUNKS DIVERSOS 11

BATIDÃO GOSPEL12

FUNK GOSPEL 13

Batidao 09

BATIDAO 08

BATIDÃO 07

BATIDÃO GOSPEL 06

BATIDÃO GOSPEL 3

BATIDÃO GOSPEL 4

BATIDÃO GOSPEL 07

BATIDÃO GOSPEL

BATIDÃO GOSPEL 2

BATIDAO GOSPEL 05

PROPAGANDA DA PAG. DO FACE

SITE DE ENTRETENIMENTO

UTILITARIOS EM GERAL

CALENDARIO E JESUS

CALENDÁRIO E PAISAGEM

musicas do c.c e da harpa

PROPAGANDA DA PAG. DO FACE 03

BANNER DO SITE DE ENTRETENIMENTO

SITE DE ENTRETENIMENTO

MENSAGEM PARA VOÇÊ 2

SITE DE ENTRETENIMENTO

SITE DE ASSUNTOS BÍBLICOS

SITE DE CULTURA

DESENHO DA CRIAÇÃO E DE NOÉ

DESENHO SOBRE A CRIAÇÃO
CLIQUE NO VÍDEO PARA ASSISTÍ-LO
DESENHO SOBRE A CRIAÇÃO
CLIQUE NO VÍDEO PARA ASSISTÍ-LO
DESENHO SOBRE A ARCA DE NOÉ-CLIQUE E ASSISTA.

DESENHO SOBRE JOSUÉ

DESENHO SOBRE JOSUÉ-CLIQUE PARA ASSISTIR.

DESENHO SOBRE MOISÉS

DESENHO SOBRE MOISÉS-CLIQUE E ASSISTA.

DESENHO-O NASCIMENTO DE JESUS

O NASCIMENTO DE JESUS-CLIQUE PARA ASSSITIR

FILME-INFERNO EM CHAMAS

FILME O INFERNO EM CHAMAS

PROPAGANDA DA PAG. DO FACE 02

DA LINK SA PAG.DO FACE DO BLOG

AULA DE BIBLIOL.SETEF-07/05/13

AULA DE BIBLIOLOGIA-DATA:07/05/13- MINISTRADA DO SEMINARIO SETEF

Pag do facebook 02

sábado, 24 de novembro de 2012

212-O CORAÇÃO NA BÍBLIA










O CORAÇÃO
"Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as saídas da vida." (Provérbios 4: 23)


DEFINIÇÃO DE CORAÇÃO

O povo da atualidade geralmente considera que o cérebro é o centro diretor da atividade humana. A Bíblia, no entanto, refere-se ao coração como esse centro; “dele procedem as saídas da vida” (4.23; cf. Lc 6.45). Biblicamente, o coração pode ser considerado como algo que abarca a totalidade do nosso intelecto, emoção e volição (ver Mc 7.20-23).

 
1. O coração é o centro do intelecto. As pessoas sabem as coisas em seus corações (Dt 8.5), oram no coração (1Sm 1.12,13), meditam no coração (Sl 19.14), escondem a Palavra de Deus no coração (Sl 119.11), maquinam males no coração (Sl 140.2), guardam as palavras da sabedoria no coração (4.21), pensam no coração (Mc 2.8), duvidam no coração (Mc 11.23), conferem as coisas no coração (Lc 2.19), crêem no coração (Rm 10.9) e cantam no coração (Ef 5.19). Todas essas ações do coração são primordialmente fatos a envolver a mente.

 
2. O coração é o centro das emoções. A Bíblia fala a respeito do coração alegre (Êx 4.14), do coração amoroso (Dt 6.5), do coração medroso (Js 5.1), do coração corajoso (Sl 27.14), do coração arrependido (Sl 51.17), do coração ansioso (12.25), do coração irado (19.3), do coração avivado (Is 57.15), do coração angustiado (Jr 4.19; Rm 9.2), do coração gozoso (Jr 15.16), do coração pesaroso (Lm 2.18), do coração humilde (Mt 11.29), do coração ardente pela Palavra do Senhor (Lc 24.32) e do coração perturbado (Jo 14.1).Todas essas atitudes do coração são, antes de tudo, de natureza emocional.

 
3. Por fim, o coração é o centro da vontade humana. Lemos nas Escrituras a respeito do coração endurecido que se recusa a fazer o que Deus ordena (Êx 4.21), do coração submisso a Deus (Js 24.23), do coração que decide fazer algo para Deus (2Cr 6.7), do coração que se dedica a buscar o Senhor (1Cr 22.19), do coração que deseja receber as bênçãos do Senhor (Sl 21.1-3), do coração inclinado aos estatutos de Deus (Sl 119.36) e do coração que deseja fazer algo pelos outros (Rm 10.1). Todas essas atividades ocorrem na vontade humana.


A NATUREZA DO CORAÇÃO DISTANTE DE DEUS

 
Quando Adão e Eva deram ouvidos à tentação da serpente para que comessem da árvore do conhecimento do bem e do mal, sua decisão afetou horrivelmente o coração humano, que ficou repleto de maldade. Desde então, segundo o testemunho de Jeremias: “Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?” (Jr 17.9).

Jesus confirmou a descrição de Jeremias, quando disse que o que contamina uma pessoa diante de Deus não é o descumprimento de uma lei cerimonial, mas, sim, a obediência às inclinações malignas alojadas no coração tais como “os maus pensamentos, os adultérios, as prostituições, os homicídios, os furtos, a avareza, as maldades, o engano, a dissolução, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura” (Mc 7.21,22).

Jesus expôs a gravidade do pecado no coração ao declarar que o pecado da ira é igual ao assassinato (Mt 5.21,22), e que o pecado da concupiscência é tão grave como o próprio adultério (Mt 5.27,28; ver Êx 20.14 ; Mt 5.28).

 
Um coração entregue à prática da iniqüidade corre o grave risco de tornar-se endurecido. Quem se recusa continuamente a ouvir a palavra de Deus e a obedecer ao que Deus ordena e, em vez disso, segue os desejos pecaminosos do seu coração, verá que, depois, Deus endurecerá seu coração de tal modo que se tornará insensível para com a Palavra de Deus e os apelos do Espírito Santo (ver Êx 7.3 ; Hb 3.8 ). O principal exemplo bíblico desse fato é o coração de Faraó, na ocasião do êxodo (ver Êx 7.3, 13, 22-23; 8.15, 32; 9.12; 10.1; 11.10; 14.17).

Paulo viu o mesmo princípio geral em ação na sociedade ímpia da presente era (cf. Rm 1.24,26,28) e predisse que também ocorreria o mesmo fato nos dias do anticristo (2Ts 2.11,12). O livro aos Hebreus contém muitas advertências ao crente, no para que não endureça o seu coração (e.g., Hb 3.8-12), para uma exposição dos passos que levam ao endurecimento do coração). Todo aquele que persistir na rejeição da Palavra de Deus, terá por fim um coração endurecido.
 
O CORAÇÃO REGENERADO

A solução de Deus para o coração pecaminoso é a regeneração, que tem lugar em todo aquele que se arrepende dos seus pecados, volta-se para Deus, e pela fé aceita a Jesus como seu Salvador e Senhor pessoal.

 
1. A regeneração está ligada ao coração. Aquele que, de todo o coração, se arrepende e confessa que Jesus é Senhor (Rm 10.9), nasce de novo e recebe da parte de Deus um coração novo (cf. Sl 51.10; Ez 11.19).

 
2. No coração daquele que experimenta o nascimento espiritual, Deus cria o desejo de amá-lo e de obedecê-lo. Repetidas vezes, Deus realça diante do seu povo a necessidade do amor que provém do coração (ver Dt 4.29 ; 6.6 ). Tal amor e dedicação a Deus não podem estar separados da obediência à sua lei (cf. Sl 119.34,69,112). Jesus ensinou que o amor a Deus, de todo o coração, juntamente com o amor ao próximo, resume toda a lei de Deus (Mt 22.37-40).

 
3. O amor de todo o coração é o elemento essencial a uma vida de obediência. Repetidas vezes, o povo de Deus, no passado, procurou substituir o verdadeiro amor do coração pela observação de formalidades religiosas exteriores (tais como festas, ofertas e sacrifícios; ver Is 1.10-17; Nm 5.21-26; Dt 10.12 ). A observância exterior sem o desejo interior de servir a Deus é hipocrisia, e foi severamente condenada por nosso Senhor (ver Mt 23.13-28; ver Lc 21.1-4 ).

 
4. Muitos outros fatos espirituais têm lugar no coração da pessoa regenerada. Ela louva a Deus de todo o coração (Sl 9.1), medita no coração (Sl 19.14), clama a Deus do coração (Sl 84.2), busca a Deus de todo o coração (Sl 119.2, 10), oculta a Palavra de Deus no seu coração (Sl 119.11; ver Dt 6.6), confia no Senhor de todo o coração (3.5), experimenta o amor de Deus derramado em seu coração (Rm 5.5) e canta a Deus no seu coração (Ef 5.19; Cl 3.16).
Coração

Órgão importante do corpo, cuja função principal é bombear o sangue para nutrir as células do organismo. — Le 17:14.

O coração recebe destaque nas Escrituras, sendo mencionado cerca de mil vezes, de uma ou outra maneira. As palavras hebraicas (lev,
leváv) e a grega (kardía) para “coração” são usadas pelos escritores bíblicos tanto de modo literal como figurativo.I. O Coração Literal.

Em comparativamente poucos casos referem-se os escritores bíblicos ao órgão literal, o coração. Assim, quando Jeú passou a flechar Jeorão “entre os braços . . . a flecha lhe saiu pelo coração”. — 2Rs 9:24; veja também Êx 28:30.
II. O Coração Figurativo.

Na grande maioria das suas ocorrências nas Escrituras, a palavra “coração” é usada figurativamente. Diz-se que representa “a parte central em geral, o íntimo, e assim o homem interior, conforme se manifesta em todas as suas diversas atividades, nos seus desejos, afeições, emoções, paixões, objetivos, seus pensamentos, percepções, imaginações, sua sabedoria, conhecimento, habilidade, suas crenças e seus raciocínios, sua memória e sua consciência de si mesmo”. —
Journal of the Society of Biblical Literature and Exegesis (Revista da Sociedade de Literatura e Exegese Bíblicas), 1882, p. 67.

Portanto, nas Escrituras, o coração figurativo não se restringe a ser a sede das afeições e motivações, nem se limita ao intelecto. “Entre os semitas . . . tudo o que era peculiar do homem, tanto na categoria dos sentimentos como do intelecto e da vontade, era atribuído ao coração.” Ele é “a totalidade do homem interior, em contraste com a carne, que é o homem exterior e tangível”. — O
Uso Metafórico dos Nomes das Partes do Corpo no Hebraico e no Acadiano, de E. Dhorme, Paris, 1963, pp. 113, 114, 128 (em francês).

O que conta para Deus, que examina o coração, não é a mera aparência externa, mas o que a pessoa realmente é no íntimo. (Pr 17:3; 24:12; Sal 17:3; 1Sa 16:7) De modo que as Escrituras aconselham: “Mais do que qualquer outra coisa a ser guardada, resguarda teu coração [o inteiro homem interior], pois dele procedem as fontes da vida.” (Pr 4:23) E insta-se com as esposas cristãs a dar atenção primária, não ao adorno externo, mas à “pessoa secreta do coração, na vestimenta incorruptível dum espírito quieto e brando, que é de grande valor aos olhos de Deus”. — 1Pe 3:3, 4.

Na Bíblia, em diversos casos em que ocorre o termo “coração”, evidentemente chama-se atenção para a faculdade de pensar, mas não num sentido que isolaria esta faculdade de tudo o mais que constitui a pessoa interior. Moisés exortou os israelitas: “Tens de recordar no teu coração [“tens de recordar na mente”, n.] que Yehowah é o verdadeiro Deus.” E, mais tarde, disse-lhes: “Yehowah não vos deu um coração [“mente”, n.] para saber.” (De 4:39; 29:4) Mostrando que o coração, às vezes, conforme mencionado tanto nas Escrituras Hebraicas como nas Escrituras Gregas Cristãs, inclui o intelecto, há casos em que ele é associado com “imaginar” (Mt 9:4), “raciocinar” (Mr 2:6), “entender, compreender” (1Rs 3:12; Mr 6:52) e “conhecimento” (Pr 15:14).

Motivação, a força impulsora por trás de nossa conduta, é mais um aspecto vital da pessoa interior, conforme representado pelo “coração”. Assim, aqueles que faziam contribuições para a construção do tabernáculo “vieram então, todo aquele cujo coração o impelia”. (Êx 35:21, 26, 29; 36:2) O iníquo Hamã “se afoitou” (literalmente: o encheu quanto ao seu coração) a tramar contra os judeus. (Est 7:5 n.; At 5:3) Hebreus 4:12 explica que a palavra de promessa de Deus, igual a uma espada afiada, é capaz de “discernir os pensamentos e as intenções do coração”.

Também Jesus indicou que do coração procede a força motivadora por trás da nossa conduta, quer boa, quer má. (Mt 15:19; Lu 6:45) Visando cultivarmos as motivações corretas, a Bíblia nos adverte a não permitir que nossos tratos com outros sejam maculados por um desejo de lucro egoísta (Ju 16), nem deixar que o amor ao dinheiro, a ânsia de obter riquezas, determine nosso proceder na vida. (1Ti 6:9, 10; Pr 23:4, 5) Antes, ela nos exorta a cultivar genuíno amor a Deus como base para nosso serviço prestado a ele (1Jo 5:3; De 11:13) e amor altruísta como guia nos tratos com concrentes (Jo 15:12, 13); incentiva-nos também a ter por hábito amar o próximo assim como a nós mesmos (Lu 10:27-37; Gál 6:10). Obviamente, cultivar tais motivações envolve o uso da faculdade de pensar. — Sal 119:2, 24, 111.

A condição de nosso coração figurativo se reflete na nossa disposição, nossa atitude, quer orgulhosa, quer humilde. (Pr 16:5; Mt 11:29) Nossos sentimentos e emoções também fazem parte desse homem interior. Estes incluem amor (De 6:5; 1Pe 1:22), alegria (De 28:47; Jo 16:22), dor e tristeza (Ne 2:2; Ro 9:2), ódio (Le 19:17). Assim, o coração pode estar “ansioso” (Is 35:4), “traspassado” de aflição (Sal 109:22), “derreter-se” de medo de aflições (De 20:8). Nas Escrituras Gregas Cristãs, quando se menciona a mente junto com o coração, “mente” refere-se ao intelecto, ao passo que “coração” se refere às emoções, aos desejos e aos sentimentos da pessoa interior. Por exemplo, Jesus disse: “Tens de amar a Yehowah, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de toda a tua mente.” (Mt 22:37) Mostrou assim que os desejos, sentimentos e emoções da pessoa têm de expressar seu amor a Deus, mas que ela também tem de expressar este amor pela maneira em que usa sua faculdade de pensar, como por absorver conhecimento de Deus e de Cristo. — Jo 17:3.

Todas essas funções, capacidades, emoções e qualidades são atribuídas, não ao coração como órgão literal, mas ao coração figurativo, representando a inteira personalidade interior.
III. O Coração Pode Ser “Traiçoeiro”.

Adão, embora perfeito, deixou seu coração ser engodado; ele rejeitou a verdade e se desviou de Deus. (Veja Tg 1:14, 15.) Em conseqüência, todos os humanos, os descendentes do decaído Adão, foram concebidos em pecado e dados à luz em erro. (Sal 51:5) Depois do Dilúvio, Deus disse a respeito da pecaminosa humanidade em geral: “A inclinação do coração do homem é má desde a sua mocidade.” — Gên 8:21.

Deus disse à rebelde nação de Judá: “O coração é mais traiçoeiro do que qualquer outra coisa e está desesperado.” (Je 17:9) Isto constitui um sério aviso no sentido de que aqueles que buscam agradar a Deus têm de dar atenção não apenas ao que outros humanos vêem neles, mas à espécie de pessoa que realmente são, o homem interior. Alguém talvez tenha sido cristão por muitos anos, tenha bom conhecimento da Bíblia e se sinta confiante quanto a saber lidar com qualquer situação que possa surgir. No entanto, embora saiba muito bem que certo ato é errado e especificamente condenado pela lei de Deus, os pensamentos e desejos que secretamente vem nutrindo podem induzi-lo a uma ação pecaminosa.

Por estes motivos, o cristão, embora conheça a verdade e possa considerar-se maduro, tem de lembrar-se da traição que seu coração pode revelar e, por isso, precisa ter muito cuidado de não se colocar no caminho duma tentação. — Mt 6:13; 1Co 10:8-12.

IV. Servir de “Pleno Coração”.
O coração literal tem de estar inteiro para funcionar normalmente, mas o coração figurativo pode estar dividido. Davi orou: “Unifica meu coração para temer o teu nome”, o que sugere que o coração da pessoa pode ficar dividido com respeito às suas afeições e aos seus temores. (Sal 86:11) Tais pessoas podem ter “corações divididos” — ser mornas na adoração de Deus. (Sal 119:113, BJ; Re 3:16) Alguém pode também ter “coração dúplice” (literalmente: com um coração e um coração), tentando servir a dois amos, ou dizendo enganosamente uma coisa, ao passo que pensa outra. (1Cr 12:33; Sal 12:2 n.) Jesus denunciou fortemente tal hipocrisia dúplice. — Mt 15:7, 8.

Quem procura agradar a Deus não deve ser nem dúbio, nem dúplice, mas tem de servi-lo de pleno coração. (1Cr 28:9) Isto exige esforço diligente, visto que o coração está desesperado e inclinado à maldade. (Je 17:9, 10; Gên 8:21) As ajudas para manter o coração pleno são: oração feita de coração (Sal 119:145; La 3:41), estudo regular da Palavra de Deus (Esd 7:10; Pr 15:28), participação zelosa na pregação das boas novas (veja Je 20:9) e a associação com outros, cujo coração é pleno para com Yehowah. — Veja 2Rs 10:15, 16.
V. O que significa ser “falto de coração”?

As Escrituras falam diversas vezes de alguém ser “falto de coração”. O
Lexicon in Veteris Testamenti Libros (Léxico dos Livros do Velho Testamento, de Koehler e Baumgartner, Leiden 1958, p. 470) diz que isto significa ser “sem inteligência”. A Hebrew and English Lexicon of the Old Testament (Léxico Hebraico e Inglês do Velho Testamento), de William Gesenius (traduzido por E. Robinson, 1836, p. 517), diz que tal pessoa tem “falta de entendimento”. “Falto de coração” é aquele que não tem bom juízo ou discernimento. Neste respeito, o “falto de coração” é contrastado com o “entendido” (Pr 10:13), e com o de “discernimento”. (Pr 11:12, 15:21) Em outros casos, o “falto de coração” mostra ser “inexperiente”, ‘tolo’, sem sabedoria. (Pr 7:7; 9:1-9, 16; 10:21) Por usar o termo “coração”, estes textos mostram que as qualidades positivas da inteira pessoa interior são deficientes.

Que a expressão “falto de coração” inclui a idéia de falta de bom senso ou discernimento é evidente do contexto em que é usada nas Escrituras. Em Provérbios 6:32, o sábio diz que quem comete adultério “é falto de coração”. Outras traduções rezam aqui: “carece de senso” (CBC), “sem juízo” (BJ, BLH), “falto de entendimento” (Al, IBB), “insensato” (MC, PIB). O adúltero é “insensato” em vista dos frutos amargos de tal imoralidade sexual. (Pr 1:2-4; 6:23-35; 7:7, 21-27) Por fora ele talvez pareça ser alguém de boa reputação, mas o homem interior tem séria falta de desenvolvimento correto.

Outro provérbio diz: “O homem falto de coração [“destituído de senso”, CBC] dá apertos de mão [gesto usado para ratificar um acordo], prestando plena fiança diante do seu companheiro.” (Pr 17:18) Talvez levado pelo sentimentalismo, tal homem entra num acordo que poderá muito bem resultar em perda de dinheiro e em sérias dificuldades econômicas para ele. Embora talvez seja bem-intencionado ou tenha motivação louvável, não obstante revela falta de bom senso.

Em contraste com alguém “falto de coração”, os provérbios também falam daquele que “adquire coração”. Conforme diz Provérbios 19:8: “Quem adquire coração ama a sua própria alma. Quem guarda o discernimento vai achar o bem.” É alguém que dá séria consideração ao que ele realmente é bem no íntimo. Usa a mente para obter conhecimento exato de Deus e dos caminhos dele; medita nessas coisas e procura aplicá-las. Amolda cuidadosamente seus desejos, suas afeições, suas emoções e seus objetivos na vida em harmonia com aquilo de que se dá conta que será aprovado por Deus. Por fazer isso, beneficia-se a si mesmo, demonstrando que “ama a sua própria alma”. Edificando assim a pessoa interior, “guarda o discernimento”, porque fortifica de modo sadio os fatores que fortemente influenciam sua própria capacidade de pensar claramente e agir sabiamente.
VI. O Coração de Deus.

Deus revela que ele tem afeições e emoções, sendo descrito na Bíblia como tendo “coração”. No tempo do Dilúvio, “sentiu-se magoado no coração”, deplorando que os homens haviam rejeitado Seu governo justo, tornando necessário que ele deixasse de ser benfeitor para se tornar destruidor deles. (Gên 6:6) Em contraste, o “coração” de Deus ‘alegra-se’ quando seus servos são fiéis. (Pr 27:11) Coisas tais como a cruel oferta de humanos como sacrifícios queimados, praticada por alguns dos israelitas desviados, nunca subiram ao coração de Deus, mostrando também que ele não pode ser um Deus de tormento eterno. — Je 7:31; 19:5.
VII. Centro ou Meio de Algo.

Visto que o coração literal é um órgão central do organismo, o termo “coração” é às vezes aplicado ao centro ou meio de alguma coisa, como o “coração da terra” (Mt 12:40), o “coração do mar” (Êx 15:8; Jon 2:3), e o “coração da grande árvore” (2Sa 18:14). Em Deuteronômio 4:11, a expressão “o meio do céu” significa literalmente “o coração dos céus”.
VIII. Profético.

O uso simbólico do “coração” ocorre de modo profético em Daniel 7:4, onde um animal leonino, representando o reino de Babilônia, foi posto em dois pés e foi-lhe dado “um coração de homem”, querendo dizer que não mais possuía o corajoso “coração do leão”. (2Sa 17:10) Foi então derrotado pelo simbólico “urso”, a Medo-Pérsia. — Da 7:5.
    Guardar o Coração

"Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida”.coração tira o bem, e o homem mau, do mau tesouro do seu coração tira o mal, porque da abundância do seu coração fala a boca." (LC 6:45)
 
"Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias." (MT 15:19)
 
"Porque do interior do coração dos homens saem os maus pensamentos, os adultérios, as prostituições, os homicídios" (MC 7:21)
 
"Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu." (RM 1:21)
 
"Mas, segundo a tua dureza e teu coração impenitente, entesouras ira para ti no dia da ira e da manifestação do juízo de Deus" (RM 2:5)
 
"E ele, respondendo, disse-lhes: Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito: Este povo honra-me com os lábios, Mas o seu coração está longe de mim" (MC 7:6)
"Por isso me indignei contra esta geração, E disse: Estes sempre erram em seu coração, E não conheceram os meus caminhos." (HB 3:10)

"Ao qual nossos pais não quiseram obedecer, antes o rejeitaram e em seu coração se tornaram ao Egito" (AT 7:39)
 
"E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento." (MT 22:37)
 
"Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração." (MT 6:21)
"E a que caiu em boa terra, esses são os que, ouvindo a palavra, a conservam num coração honesto e bom, e dão fruto com perseverança." (LC 8:15)

 
"E, quando este foi retirado, levantou-lhes como rei a Davi, ao qual também deu testemunho, e disse: Achei a Davi, filho de Jessé, homem conforme o meu coração, que executará toda a minha vontade." (AT 13:22)
 
"O qual, quando chegou, e viu a graça de Deus, se alegrou, e exortou a todos a que permanecessem no Senhor, com propósito de coração;" (AT 11:23)
 
"O homem de coração dobre é inconstante em todos os seus caminhos." (TG 1:8)
"Purificando as vossas almas pelo Espírito na obediência à verdade, para o amor fraternal, não fingido; amai-vos ardentemente uns aos outros com um coração puro;" (1PE 1:22)

 
"Cheguemo-nos com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé, tendo os corações purificados da má consciência, e o corpo lavado com água limpa," (HB 10:22)
 
"A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo." (RM 10:9)
 
"Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação." (RM 10:10)
"Foge também das paixões da mocidade; e segue a justiça, a fé, o amor, e a paz com os que, com um coração puro, invocam o Senhor." (2TM 2:22)

 
"Vede, irmãos, que nunca haja em qualquer de vós um coração mau e infiel, para se apartar do Deus vivo." (HB 3:12)
 
"Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração." (HB 4:12)
 
"Mas o homem encoberto no coração; no incorruptível traje de um espírito manso e quieto, que é precioso diante de Deus." (1PE 3:4)
 
O Senhor tem me impressionado com o primeiro versículo “sobretudo o que se deve guardar...”.
Tenho pensado que, nesse tempo em que vivo, preciso, mais do que nunca, guardar meu coração. Sobre, e contra ele, vem ataques, os mais variados. Percebi que em alguns momentos eu fraquejei e permitir que o meu coração fosse atingido por dardos.
Por causa disso, e através da ferida aberta, a vida, a energia, se esvaiu e me vi lutando, sem forças, para me colocar de pé novamente. Não fosse o Senhor que esteve ao meu lado, há muito eu teria morrido. Tudo por que não protegi o meu coração nos momentos de ataques.
 
Normalmente, sou uma pessoa que gosta de guardar coisas, isto é, mesmo coisas que não vou precisar não gosto de jogar fora, pois me parece que, em algum momento vou precisar delas novamente. Livros, cadernos, agendas, parafusos, chaves, etc., são algumas das coisas que guardo. O Senhor me falou nesses dias: - Guarda o teu coração!
 
Tenho procurado saber de que devo guardar meu coração. Vi que existem coisas que andam perigosamente próximas do meu coração e podem atingi-lo com muita facilidade, pois são coisas que nos assediam constantemente. Não sei se é o caso de algum de vocês, meus caros amigos, mas, na dúvida, guardem seus corações dessas coisas.
 
GUARDE O CORAÇÃO DA AVAREZA
Avareza é a incapacidade de dividir, de compartilhar algum bem ou algum dom. É quando se retém algo que serviria para o bem de outrem. É quando eu guardo algo de valor por que pode ser que me faça falta no futuro. Dependo, de alguma maneira daquilo e, ao reter, tenho uma certa confiança e descanso. Isso é o que se sente pelo dinheiro. Um apego, uma má vontade em me desfazer dele em favor de outra pessoa, pois no futuro imediato ou longínquo posso precisar.
A avareza foi chamada de idolatria também por causa daquilo que os bens produzem em nós em termos de consolo e conforto em relação ao futuro.
 
"Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra: a prostituição, a impureza, a afeição desordenada, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria;" (CL 3:5) (MC 7:22; LC 12:15; RM 1:29; 2CO 9:5; EF 5:3; CL 3:5; 1TS 2:5; HB 13:5; 2PE 2:3; 2PE 2:14)
 
GUARDE O CORAÇÃO DA IMPUREZA 
Tudo aquilo que não é puro deve ser confessado e abandonado. Podemos estar sujos sem perceber pois fomos nos sujando os poucos. Às vezes vou sair de casa e a Irani, minha querida esposa, diz: - você deve trocar essa roupa por que está suja! Eu andei com aquela roupa em diversos lugares e não percebi!

Precisamos nos guardar de forma de sujeira. O mundo em que vivemos é sujo. É imundo mesmo. Ao tocar em pessoas e coisas somos impregnados pelo pó e as manchas que estão por aí. Somos contagiados em nossa maneira de viver, de reagir, pensar, falar, vestir, comprar, vender. Somos influenciados, principalmente, através daquilo que ouvimos e vemos. A Bíblia nos diz que a fé vem pelo OUVIR e o OUVIR pela Palavra.
 
Também fala que os nossos olhos são a lâmpada do nosso corpo (MT 6:22; MT 6:23).
Quanta coisa vem anos pelos olhos! No livro de Jó, no capítulo 31:1-9 temos em detalhes o caminho para o pecado do aldultério. Ele fala de fixar os olhos em uma donzela (olhar e depois continuar olhando), fala de o coração seguir os olhos, depois, dos pés seguir o coração, e de andar à espreita, esperando o momento de pecar.

 
Temos duas portas de entrada que são os olhos e os ouvidos. Dessas portas, o material coletado vai para a mente para ser processado e, se não cuidarmos, vai para o coração.
Nesse texto de Jó é assim. As coisas que presenciamos, que ouvimos, permanecem por um tempo na mente. Se tivermos um bom filtro funcionando, elas não chegarão ao coração. Esse filtro é a nossa consciência, num primeiro momento, depois aquilo que sabemos de Deus (os princípios que recebemos e armazenamos em nosso espírito) depois da consciência; e a própria voz do Espírito Santo.

 
Lembremo-nos que somente subirá ao santuário do Senhos aquele que tem as mãos limpas e o coração puro, que sem santificação ninguém verá a Deus.   passo por uma situação desagradável, ouço ou recebo algo, e, ao invés de perdoar, relevar, passar por cima sem considerar como algo importante, penso e medito naquilo sem colocar diante de Deus.
 
Aquele simples pensamento passa a ser uma fonte de mágoa que se transforma em amargura com raízes que geram frutos e contaminam o ambiente e as pessoas ao meu redor. Depois disso estabelece-se uma fortaleza no meu interior na qual me isolo e de onde olho desconfiado para todas as pessoas. Tudo porque não me guardei de sentir de novo. De refletir nos fatos sem a cobertura do Espírito Santo. O santo remédio para isso é chamado na bíblia de perdão.
 
Devo me armar, enquanto estiver vivendo em congregação formada por gente, de um coração perdoador que me fará perdoar antecipadamente as faltas dos irmãos (se houverem, pois algumas delas são somente a minha interpretação das coisas).
 
Não posso permitir que os meus passos sigam o meu coração contaminado pela mágoa, embriagado pelas riquezas desse mundo, corrompido pela imundície do pecado, enganado pela falsa doutrina, soberbo por aquilo que pensa que sabe, altivo por aquilo que acha que tem. Preciso trazer o meu coração diante do Pai das luzes e, diante dele dizer:
- Senhor, tu sabes que tenho o coração perfeito diante de Ti! Preciso guardar o meu coração livre e incontaminado diante desse mundo louco e pervertido. Ele não deve ser produtor de invejas, maledicências, homicídios, enganos, fraudes, etc.

FONTE:
http://estudos.casadosenhor.com.br
http://bibliotecabiblica.blogspot.com.br
http://www.casadosenhor.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OLA!.EU SOU MARCIO DE MEDEIROS-PROF.DO SETEF,SEJA BEM VINDO AO NOSSO BLOG.JESUS TE AMA E MORREU POR VOÇÊ!!!.
TEMOS,1 SITE DESTINADO A CULTURA GERAL , OUTRO SITE DESTINADO À ASSUNTO BÍBLICOS E UM OUTRO SITE DESTINADO À ENTRETENIMENTO,TEMOS:JOGOS,FILMES,DESENHOS ETC.USE OS LINKS ABAIXO PARA VISITAREM OS SITES.TEMOS 3 SITES E 1 BLOG.BOM PROVEITO!.

https://sites.google.com/
http://www.prof-marcio-de-medeiros.webnode.com/
http://profmarcio.ucoz.com