CONTADOR DE VISITAS

contador de acessos

Funk Gospel- Novas 2016-2017

FUNK E NOVO SOM

funk gospel e infantil

MX GOSPEL

HINOS JUDAICOS E ROMANTICAS

FUNK GOSPEL- VARIOS

MUSICAS MESSIANICAS

MELODY E VARIAS

VIDEO DO POKEMON

ESTUDO-INFERNO

Jogos para voce

ORIENTE MÉDIO

TURMINHA DA GRAÇA E MIDINHO

OS TRAPALHOES E A PRINCESA XUXA

Os trapalhoes-vol. 2

PRIMEIRO EPISÓDIO DO CHAPOLIN

PRIMEIRO EPISÓDIO DO CHAVES

DE GRAÇA RECEBESTE, DE GRAÇA DAI!!!!.

DE GRAÇAS RECEBESTES,DE GRAÇA DAI-MT10.8

ESTUDO-Jo 3.16

ESTUDO SOBRE ADORAÇÃO

INFANTIL

HINOS JUDAICOS

FUNK GOSPEL E ROMANTICAS 03

JOGO DE PERGUNTAS BÍBLICAS

CLIQUE PARA RESPONDER AS PERGUNTAS Coloque este widget em seu blog

FUTEBOL COM CARROS

JOGO ATIRE NAS GARRAFAS

JOGO DA BALEIA

JOGO DA BALEIA

Jogo pac man

JOGO BASKET

JOGO blast

JOGO MAGNETO

JOGO DE CORRIDA

Corrida Bíblica–o game

JOGO DA VELHA 02

Mais Jogos no Jogalo.com JOGO DA VELHA 02

JOGO BÍBLICO DE PERGUNTAS

Noticias g1

LEITURA EM INGLÊS

LEITURA EM INGLÊS

LEITURA EM INGLÊS 02

LEITURA EM INGLÊS 02

NOVO SOM E DIVERSOS

funk gospel e musica judaica 02

ROMANTICASM JUDAICA E FUNK GOSPEL

RELÓGIO COM MENSAGEM

ROMANTICAS E FUNK GOSPEL

ROMANTICAS E FUNK GOSP. 02

ROMANTICAS GOSPEL

FUNK GOSPEL 25

FUNK GOSPEL 24

FUNK GOSPEL23

FUNK GOSPEL 22

FUNK GOSPEL 21

funk gospel 20

FUNK 19

/>

funk gospel 18

FUNK GOSPEL 16

FUNK GOSPEL 15

FUNK GOSPEL 14

GOSPEL FUNK 17

Prof. Marcio de Medeiros--ESTUDO SOBRE O INFERNO

NOTICIAS DE CONCURSOS

BEM ESTAR -GNT

FILME-A ÚILTIMA BATALHA

BATE PAPO CRISTÃO

Qual é a sua avaliação sobre este blog?

Formulario de autoresposta


Nome:

E-Mail:

Assunto:

Mensagem:


NOVO SOM-ROMANTICAS

FUTEBOL 03

Placares oferecidos por futebol.com

FUTEBOL 04

Tabela futebol Brasileirão Serie A oferecida por Futebol.com

HOMENAGEM AO PROF. MARCIO DE MEDEIROS,FEITA PELOS SEMINARISTAS DO SETEF

HOMENAGEM AO PROF. MARCIO DE MEDEIROS,FEITA PELOS SEMINARISTAS DO SETEF-SEMINARIO TEOLÓGICO FILADÉLFIA-J. BOM PASTOR-BELFORD ROXO-RJ

CAIXA DE CURTI FANPAGE

CUMPRIMENTO AO VISITANTE

link me

Prof Marcio de Medeiros

Por favor coloque este codigo em seu site ou blog e divulgue o nosso blog

NOTÍCIAS RIO

REDECOL NOTICIAS




NOTICIAS

G1 NOTICIAS

G1 NOTICIAS

MENTE MILIONARIA

MENTE MILIONARIA-COMO SER BEM SUCEDIDO FINANCEIRAMENTE
CLIQUE E ASSISTA!!!!

PROP. DA PAGINA NO FACE04

BUSCA DE EMPREGOS

BATIDAO GOSPEL 10

FUNKS DIVERSOS 11

BATIDÃO GOSPEL12

FUNK GOSPEL 13

Batidao 09

BATIDAO 08

BATIDÃO 07

BATIDÃO GOSPEL 06

BATIDÃO GOSPEL 3

BATIDÃO GOSPEL 4

BATIDÃO GOSPEL 07

BATIDÃO GOSPEL

BATIDÃO GOSPEL 2

BATIDAO GOSPEL 05

PROPAGANDA DA PAG. DO FACE

SITE DE ENTRETENIMENTO

UTILITARIOS EM GERAL

CALENDARIO E JESUS

CALENDÁRIO E PAISAGEM

musicas do c.c e da harpa

PROPAGANDA DA PAG. DO FACE 03

BANNER DO SITE DE ENTRETENIMENTO

SITE DE ENTRETENIMENTO

MENSAGEM PARA VOÇÊ 2

SITE DE ENTRETENIMENTO

SITE DE ASSUNTOS BÍBLICOS

SITE DE CULTURA

DESENHO DA CRIAÇÃO E DE NOÉ

DESENHO SOBRE A CRIAÇÃO
CLIQUE NO VÍDEO PARA ASSISTÍ-LO
DESENHO SOBRE A CRIAÇÃO
CLIQUE NO VÍDEO PARA ASSISTÍ-LO
DESENHO SOBRE A ARCA DE NOÉ-CLIQUE E ASSISTA.

DESENHO SOBRE JOSUÉ

DESENHO SOBRE JOSUÉ-CLIQUE PARA ASSISTIR.

DESENHO SOBRE MOISÉS

DESENHO SOBRE MOISÉS-CLIQUE E ASSISTA.

DESENHO-O NASCIMENTO DE JESUS

O NASCIMENTO DE JESUS-CLIQUE PARA ASSSITIR

FILME-INFERNO EM CHAMAS

FILME O INFERNO EM CHAMAS

PROPAGANDA DA PAG. DO FACE 02

DA LINK SA PAG.DO FACE DO BLOG

AULA DE BIBLIOL.SETEF-07/05/13

AULA DE BIBLIOLOGIA-DATA:07/05/13- MINISTRADA DO SEMINARIO SETEF

Pag do facebook 02

terça-feira, 18 de junho de 2013

498-O POS-MILENISMO





I. DEFINIÇÃO

“O pós-milenismo espera que a proclamação do… evangelho… ganhe a vasta maioria dos seres humanos para Cristo na presente era. O aumento do sucesso do evangelho produzirá gradualmente um tempo na história antes do retorno de Cristo no qual a fé, justiça, paz e prosperidade prevalecerão nos assuntos do povo e das nações. Após uma extensa era de tais condições, o Senhor retornará visível e corporalmente, e em grande glória, terminando a história com a ressurreição geral e o grande julgamento de toda a humanidade.”

II. A POSIÇÃO

A. O REINO PRESENTE DE CRISTO: O pós-milenismo vê o reino de Deus como uma realidade presente e em desenvolvimento.

B. OTIMISMO: Ele descansa na crença que a pregação do evangelho terá tanto sucesso que o mundo será convertido e desfrutará de um longo período de paz e prosperidade chamado o milênio. Diferente das outras visões, o pós-milenismo espera que as condições fiquem melhor no tempo precedente ao retorno de Cristo.


C. GRADUALISMO, NÃO CATACLISMO: A vinda do milênio é um processo gradual, diferindo apenas quantitativamente do que vem antes. Jesus mesmo falou do Reino como uma realidade presente, e de sua dispersão gradual por todo o mundo.

D. CRISTO RETORNA APÓS O MILÊNIO: Após o “milênio” (que é de duração indeterminada), Satanás será solto por um breve tempo e incitará uma rebelião (Ap. 20:7-9). Então Cristo retornará, os mortos serão ressurretos, e o julgamento final ocorrerá.

III. DESENVOLVIMENTO HISTÓRICO DO PÓS-MILENISMO


A. PÓS-MILENISMO ANTIGO


1. Nenhum credo antigo afirma qualquer visão milenista específica.
2. Nenhuma escatologia desenvolvida é encontrada em qualquer um dos Pais da Igreja.
3. O pré-milenismo se desenvolveu de certa forma um pouco antes do pós-milenismo (e.g., Irineu, 130-202 d.C.), provavelmente como resultado da perseguição que encorajava a expectação do retorno iminente de Cristo. Todavia, aproximadamente no mesmo tempo Orígenes (185-254 d.C.) expressou uma visão pós-milenista.
4. O pós-milenismo se tornou dominante após Constantino (312 d.C.) – Eusébio (260-340), Atanásio (296-372), Ticonius (aprox. 400), Agostinho (354-430) – tão dominante que a crença num milênio foi condenada como supersticiosa no Concílio de Éfeso (431 d.C.). Embora a doutrina oficial da igreja fosse amilenista ou pós-milenista, o pré-milenismo aparecia de tempo em tempo devido às condições sociais opressivas.

B. PÓS-MILENISMO DA REFORMA: SÉCULOS 16 e 17

1. OS REFORMADORES: O pós-milenismo foi incipiente em João Calvino (1509-1605), e expresso com grande clareza por Martin Bucer (1491-1551) e Teodoro Beza (1519-1605).

2. OS PURITANOS

a. TEÓLOGOS PURITANOS ANTIGOS: Thomas Brightman (1562-1607), um pai do Presbiterianismo inglês, escreveu um comentário influente, A Revelation of the Revelation [Uma Revelação do Apocalipse], no qual ele apresenta o pós-milenismo em detalhe. Outros puritanos eram pós-milenistas, incluindo, George Gillespie (1613-49), John Owen (1616-83) e Matthew Henry (1662-1714).

b. O LUGAR DE ISRAEL NO PÓS-MILENISMO PURITANO: Os puritanos tendiam a crer que o milênio duraria 1000 anos literais, e que ele não começaria até os judeus serem convertidos. Muitos
sustentavam que eles retornariam à sua terra nesse tempo.

c. PÓS-MILENISMO MODERNO: SÉCULOS 18 a 20

1. PÓS-MILENISTAS PROEMINENTES: Jonathan Edwards (1703-58), William Carey (1761-1834), Charles Hodge (1797-1878), A. A. Hodge (1823-1886), Augustus Strong (1836-1921), B.B. Warfield (1851-1921), J. Gresham Machen (1881-1937).

2. DIFERENÇAS DOS PÓS-MILENISTAS ANTIGOS
a. Não sustentavam que os judeus retornariam à sua terra como um cumprimento de profecias.
b. Criam que o milênio abrange toda a história da igreja.

3. UM DESENVOLVIMENTO RECENTE: “RECONSTRUCIONISMO CRISTÃO”, também conhecido como “PÓS-MILENISMO TEONÔMICO” ou “NEO-PURITANISMO” (década de 1960 em diante).
a. Prenunciado na Confissão de Fé de Westminster e por teólogos de Westminster tais como George Gillespie.
b. Espera um retorno gradual às normas bíblicas de justiça como resultado da dispersão do evangelho. As leis do Antigo Testamento seriam novamente observadas, embora propriamente interpretadas e adaptadas às condições do novo pacto.
c. É preterista, colocando o cumprimento das profecias da tribulação no primeiro século.

IV. EVIDÊNCIA EXEGÉTICA PARA O PÓS-MILENISMO


A. OS SALMOS MESSIÂNICOS: A visão do Novo Testamento que eles já foram cumpridos.

1. Sl. 22:27 – Aguarda um tempo quando “todos os limites da terra se lembrarão, e se converterão ao SENHOR; e todas as famílias das nações adorarão perante a tua face”.
2. Sl. 47:7-9 – “Pois Deus é o Rei de toda a terra… Deus reina sobre os gentios… Os príncipes do povo se ajuntam, o povo do Deus de Abraão; porque os escudos da terra são de Deus. Ele está muito elevado!”.
3. Sl. 67:2, 7 – A salvação de Deus será conhecida entre todas as nações (v.2) e todas as extremidades da terra o temerão (v. 7).
4. Sl. 86:9 – Todas as nações virão e adorarão.
5. Sl. 87:4 – Os inimigos serão convertidos.
6. Sl. 102:15 – Todos os reis o reverenciarão.
7. Sl. 110:1 – O Messias ficará assentado no céu até que os seus inimigos se tornem estrado dos seus pés (o versículo do Antigo Testamento mais citado no Novo Testamento!, citado em Mt. 22:44, 26:64, Mc. 12:36, 14:62, Lc. 20:42-43, 22:69, Atos 2:34-35, Hb 1:13, e aludidos em 1Co. 15:24, Ef. 1:20-22,
Fp. 2:9-11, Hb. 1:3, 8:1, 10:12, 13, 1Pe. 3:22, e Ap. 3:21).
8. Sl. 72 -  fala do reino do Messias (não meramente o de Davi ou de Salomão), e o faz num tempo antes da consumação da história e do estabelecimento dos novos céus e nova terra:
“Temer-te-ão [ao Rei] enquanto durarem o sol e a lua, de geração em geração. Ele descerá como chuva sobre a erva ceifada, como os chuveiros que umedecem a terra. Nos seus dias florescerá o justo, e abundância de paz haverá enquanto durar a lua. Dominará de mar a mar, e desde o rio até às extremidades da terra. Aqueles que habitam no deserto se inclinarão ante ele, e os seus inimigos lamberão o pó. Os reis de Társis e das ilhas trarão presentes; os reis de Sabá e de Seba oferecerão dons. E todos os reis se prostrarão perante ele; todas as nações o servirão (5-11) … O seu nome permanecerá eternamente; o seu nome se irá propagando de pais a filhos enquanto o sol durar, e os homens serão abençoados nele; todas as nações lhe chamarão bem-aventurado. Bendito seja o SENHOR Deus, o Deus de Israel, que só ele faz maravilhas. E bendito seja para sempre o seu nome glorioso; e encha-se toda a terra da sua glória.” (17-19)
9. Sl. 2 - fala das nações se enraivecendo “contra o Senhor e contra o seu ungido” (v. 1-3). Pedro interpreta isso como tendo ocorrido na crucificação (Atos 4:25-27). Todavia, Deus instalou esse Ungido como o “meu Rei” (Sl.2:6). O Messias mesmo diz: “Proclamarei o decreto: o Senhor me disse: Tu és meu Filho, eu hoje te gerei” (Sl. 2:7). Paulo interpreta isso como tendo acontecido na ressurreição de Cristo (Atos 13:33, cf. Rm. 1:4). Agora, tudo o que o Messias entronizado precisa fazer é “pede-me, e eu te darei os gentios por herança, e os fins da terra por tua possessão” (Sl. 2:7). De acordo com isso, Cristo ordena aos seus discípulos: “Ide e fazei discípulos de todas as nações” (Mt 28:19).

B. OS PROFETAS E O GOVERNO UNIVERSAL DE DEUS: A visão do Novo Testamento que ele já começou. Tanto Is. 2:2-4 como Mq. 4:1-3 prevê um tempo de adoração universal a Deus:
“E acontecerá nos últimos dias que se firmará o monte da casa do SENHOR no cume dos montes, e se elevará por cima dos outeiros; e concorrerão a ele todas as nações. E irão muitos povos, e dirão: Vinde, subamos ao monte do SENHOR, à casa do Deus de Jacó, para que nos ensine os seus caminhos, e andemos nas suas veredas; porque de Sião sairá a lei, e de Jerusalém a palavra do SENHOR. E ele julgará entre as nações, e repreenderá a muitos povos; e estes converterão as suas espadas em enxadões e as suas lanças em foices; uma nação não levantará espada contra outra nação, nem aprenderão mais a guerrear."
De acordo com o Novo Testamento, os “últimos dias” começaram com a primeira vinda de Cristo (Atos 2:16-17, 24; 1Co. 10:11; Gl. 4:4; Hb. 1:1-2; 9:26; Tg. 5:3; 1Pe. 1:20; 1Jo. 2:18; Judas 18) e continuarão até a sua segunda vinda, que será “o fim” (1Co. 15:24; cf. Mt. 13:39-40, 49).

Nenhum período é contemplado após isso.

No Novo Testamento “o monte”, a “casa do Deus de Jacó”, e “Sião” refere-se à igreja (“templo de Deus” – 1Co. 3:16; 6:19; 2Co. 6:16; Ef. 2:19- 22; 1Pe. 2:5; “casa de Deus” – 1Tm. 3:15; Hb. 3:6; 1Pe. 4:17; “Sião”
designa o governo de Cristo desde os céus – Gl. 4:25-26; Hb. 12:11; Ap.14:1)

C. AS PARÁBOLAS DO REINO (Mt. 13): Sua dispersão gradual, mas universal. A parábola da semente (13:3-23) indica tremendo crescimento do reino (“trinta, sessenta, cem”); a parábola do trigo e joio (13:24-30, 36-43, 47-50) indica que o reino sempre incluirá uma mistura de justos e injustos; a parábola do tesouro escondido e da pérola de grande preço (13:44-46) fala das bênçãos incalculáveis do reino; e as parábolas da semente de mostarda e do fermento (13:31-33) descrevem o crescimento gradual e o domínio último do reino, a semente de mostarda indicando a extensão gradual do reino no mundo, e o fermento indicando sua infiltração intensiva.

D. A GRANDE COMISSÃO: A autoridade presente de Jesus (Mt. 28:18-20). A Grande Comissão é uma clara referência a Daniel 7:14, onde, após o Filho do Homem ascender ao Ancião de Dias, “foi-lhe dado o domínio, e a honra, e o reino, para que todos os povos, nações e línguas o servissem”.

E. O TEMPO DOS EVENTOS DELINEADOS POR PAULO EM 1Co.15:20:28: A ressurreição ocorrerá após o reino vitorioso de Cristo. A ordem dos eventos nessa passagem está de acordo com a interpretação pós-milenista: ressurreição de Cristo (20, 23), seu presente reino até que todos os seus inimigos sejam subjugados (25), então sua destruição da própria morte (26) quando, em seu retorno, ele ressuscitará todos que pertencem a ele (23). Então o fim virá, quando ele entregar o reino a Deus Pai, tendo destruído todo o domínio, autoridade e poder (24). Em contraste ao esquema pré-milenista, a ressurreição dos justos ocorrerá após Cristo ter subjugado todos os seus inimigos e imediatamente antes do fim. Isso se harmoniza perfeitamente com as expectações pactuais e proféticas do Antigo Testamento – e com a esperança pós-milenista.

V. O QUE DIZER SOBRE APOCALIPSE 20?


Essa única passagem tem obscurecido passagens bem mais claras (tais como aquela que a precede, bem como 1Ts. 4:13-18), e tem sido a base para impor um esquema pré-milenista sobre o restante da Escritura. Todavia, esse é o único lugar na Escritura que associa um período de 1000 anos com o reino de Cristo, e ocorre num livro altamente figurativo. Como o pós-milenista interpreta Ap. 20?

A. 1000 É UM SIMBOLO DE PERFEIÇÃO, e o reinado de 1000 anos de Cristo não é mais literal do que a possessão de gado por Deus em mil colinas (Sl. 50:10), a promessa que Israel um dia seria mil vezes mais numeroso (Dt. 1:11), seu amor a mil gerações (7:9), o desejo do salmista de estar nos átrios de Deus por mil anos (Sl. 84:10), ou textos comparando mil anos de nosso tempo com um dia de Deus (Sl. 90:4, 2Pe. 3:8).

B. O APRISIONAMENTO DE SATANÁS EM 20:1-3 CORRESPONDE AO APRISIONAMNENTO DE SATANÁS POR CRISTO EM SEU PRIMEIRO ADVENTO (cf. Mt. 12:28-29: a mesma palavra para “prender” [deo] e “expulsar” [ekballo] é usada nos dois lugares). Satanás é
preso para que não possa mais “enganar as nações [ta ethne – i.e., gentios] até que os mil anos tenham terminado.” Antes da vinda de Cristo e a dispersão do evangelho, os gentios estavam em trevas.

C. REINANDO COM CRISTO DESDE OS CÉUS ESTÃO OS MORTOS E OS VIVOS. É DITO QUE AMBOS VIERAM À VIDA. ESSA É UMA RESSURREIÇÃO ESPIRITUAL.

“E vi as almas daqueles que foram degolados pelo testemunho de Jesus, e pela palavra de Deus, e que não adoraram a besta”. As passagens de 1Jo. 3:14, Rm. 6:8, Ef. 2:4-6 e Cl. 2:13 falam dos cristãos como já tendo “vindo à vida” em Cristo. E Ef. 2:6, 1Co.3:21-22 e Cl. 3:1-2 falam deles como já espiritualmente entronizados com Ele no céu.

D. OS OUTROS MORTOS NÃO PARTICIPAM DESSA RESSURREIÇÃO ESPIRITUAL, MAS VÊM À VIDA SOMENTE APÓS OS 1000 ANOS (Ap. 20:5). Nesse tempo, eles serão ressuscitados
fisicamente.

E. ESSA NOÇÃO DE UMA RESSURREIÇÃO GERAL DOS JUSTOS E INJUSTOS OCORRE EM OUTROS LUGARES TAMBÉM: Jo. 5:24-29 fala de uma ressurreição geral, mas de uma ressurreição espiritual paralela que ocorre nesta vida. Uma ressurreição geral é mencionada em Jó 19:23-27, Is.26:19, Atos 24:15, Rm. 8:11, 23, Fp. 3:20, 1Ts. 4:16.

VI. CONCLUSÃO: A visão de Ezequiel de um rio da vida emanando do templo e de Jerusalém, e fazendo com que a vida marina e botânica abundem, inclusive adoçando a água do mar (Ez. 47:1-12), é uma figura do milênio

O que é o pós-milenialismo/pós-milenismo?




Pergunta: "O que é o pós-milenialismo/pós-milenismo?"

Resposta:
O pós-milenismo é uma interpretação de Apocalipse, capítulo 20, que vê a segunda vinda de Cristo como ocorrendo após o "milênio", uma era dourada da prosperidade e dominância cristã. O termo inclui várias opiniões semelhantes do fim dos tempos e existe em contraste ao pré-milenismo (a visão de que a segunda vinda de Cristo ocorrerá antes do Seu reino milenar e que o reino milenar é um reino de 1000 anos literais) e, em menor contraste, ao amilenismo (sem milênio literal).

O pós-milenismo é a crença de que Cristo vai retornar depois de um período de tempo, mas não necessariamente 1000 anos. Aqueles que defendem essa opinião não interpretam literalmente as profecias ainda não cumpridas. Eles acreditam que Apocalipse 20:4-6 não deva ser interpretado literalmente e que 1000 anos simplesmente significa “um longo período de tempo”. Além disso, o prefixo “pós” em pós-milenismo denota que Cristo vai retornar depois que os cristãos (não o próprio Cristo) estabelecerem o reino na terra.

Aqueles que defendem o pós-milenismo acreditam que o mundo vai ficar melhor e melhor – apesar de toda a evidência de que o contrário esteja acontecendo - com o mundo inteiro eventualmente se tornando “Cristianizado”. Depois que isso acontecer, Cristo vai retornar. No entanto, essa não é a visão do mundo no fim dos tempos que a Bíblia apresenta. No livro de Apocalipse, é fácil ver que o mundo será um lugar horrível durante aquele tempo futuro. Além disso, em 2 Timóteo 3:1-7 Paulo descreve os últimos dias como “tempos terríveis”.

Aqueles que defendem o pós-milenismo usam um método não literal de interpretar profecias ainda não cumpridas, acrescentando o seu próprio significado às palavras. O problema com isso é que quando se começa a dar significados diferentes a palavras além do seu sentido normal, uma pessoa pode decidir que uma palavra, frase ou sentença significa qualquer coisa que queira que signifique. Toda a objetividade em relação ao sentido das palavras é perdido. Quando as palavras perdem o seu significado, a comunicação cessa. No entanto, não foi assim que Deus quis que a linguagem e comunicação fossem. Deus se comunica conosco através de Sua palavra escrita, dando um significado objetivo às palavras para que as ideias e pensamentos possam ser comunicados.

Uma interpretação normal e literal das Escrituras rejeita o pós-milenismo e defende uma interpretação normal de todas as Escrituras, inclusive das profecias ainda não cumpridas. Temos centenas de exemplos nas Escrituras de profecias sendo cumpridas. Tomemos, por exemplo, as profecias sobre Cristo no Antigo Testamento. Aquelas profecias foram cumpridas literalmente. Considere o nascimento virgem de Cristo (Isaías 7:14; Mateus 1:23). Considere a Sua morte pelos nossos pecados (Isaías 53:4-9; 1 Pedro 2:24). Essas profecias foram cumpridas literalmente e isso é motivo suficiente para acreditarmos que Deus continuará cumprindo a Sua Palavra literalmente. O pós-milenismo falha por interpretar a profecia bíblica subjetivamente e afirmar que o reino milenar será estabelecido pela Igreja, e não pelo próprio Cristo.


FONTE:
http://escatologiasemcensura.blogspot.com.br

http://www.gotquestions.org

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OLA!.EU SOU MARCIO DE MEDEIROS-PROF.DO SETEF,SEJA BEM VINDO AO NOSSO BLOG.JESUS TE AMA E MORREU POR VOÇÊ!!!.
TEMOS,1 SITE DESTINADO A CULTURA GERAL , OUTRO SITE DESTINADO À ASSUNTO BÍBLICOS E UM OUTRO SITE DESTINADO À ENTRETENIMENTO,TEMOS:JOGOS,FILMES,DESENHOS ETC.USE OS LINKS ABAIXO PARA VISITAREM OS SITES.TEMOS 3 SITES E 1 BLOG.BOM PROVEITO!.

https://sites.google.com/
http://www.prof-marcio-de-medeiros.webnode.com/
http://profmarcio.ucoz.com