CONTADOR DE VISITAS

contador de acessos

Funk Gospel- Novas 2016-2017

FUNK E NOVO SOM

funk gospel e infantil

MX GOSPEL

HINOS JUDAICOS E ROMANTICAS

FUNK GOSPEL- VARIOS

MUSICAS MESSIANICAS

MELODY E VARIAS

VIDEO DO POKEMON

ESTUDO-INFERNO

Jogos para voce

ORIENTE MÉDIO

TURMINHA DA GRAÇA E MIDINHO

OS TRAPALHOES E A PRINCESA XUXA

Os trapalhoes-vol. 2

PRIMEIRO EPISÓDIO DO CHAPOLIN

PRIMEIRO EPISÓDIO DO CHAVES

DE GRAÇA RECEBESTE, DE GRAÇA DAI!!!!.

DE GRAÇAS RECEBESTES,DE GRAÇA DAI-MT10.8

ESTUDO-Jo 3.16

ESTUDO SOBRE ADORAÇÃO

INFANTIL

HINOS JUDAICOS

FUNK GOSPEL E ROMANTICAS 03

JOGO DE PERGUNTAS BÍBLICAS

CLIQUE PARA RESPONDER AS PERGUNTAS Coloque este widget em seu blog

FUTEBOL COM CARROS

JOGO ATIRE NAS GARRAFAS

JOGO DA BALEIA

JOGO DA BALEIA

Jogo pac man

JOGO BASKET

JOGO blast

JOGO MAGNETO

JOGO DE CORRIDA

Corrida Bíblica–o game

JOGO DA VELHA 02

Mais Jogos no Jogalo.com JOGO DA VELHA 02

JOGO BÍBLICO DE PERGUNTAS

Noticias g1

LEITURA EM INGLÊS

LEITURA EM INGLÊS

LEITURA EM INGLÊS 02

LEITURA EM INGLÊS 02

NOVO SOM E DIVERSOS

funk gospel e musica judaica 02

ROMANTICASM JUDAICA E FUNK GOSPEL

RELÓGIO COM MENSAGEM

ROMANTICAS E FUNK GOSPEL

ROMANTICAS E FUNK GOSP. 02

ROMANTICAS GOSPEL

FUNK GOSPEL 25

FUNK GOSPEL 24

FUNK GOSPEL23

FUNK GOSPEL 22

FUNK GOSPEL 21

funk gospel 20

FUNK 19

/>

funk gospel 18

FUNK GOSPEL 16

FUNK GOSPEL 15

FUNK GOSPEL 14

GOSPEL FUNK 17

Prof. Marcio de Medeiros--ESTUDO SOBRE O INFERNO

NOTICIAS DE CONCURSOS

BEM ESTAR -GNT

FILME-A ÚILTIMA BATALHA

BATE PAPO CRISTÃO

Qual é a sua avaliação sobre este blog?

Formulario de autoresposta


Nome:

E-Mail:

Assunto:

Mensagem:


NOVO SOM-ROMANTICAS

FUTEBOL 03

Placares oferecidos por futebol.com

FUTEBOL 04

Tabela futebol Brasileirão Serie A oferecida por Futebol.com

HOMENAGEM AO PROF. MARCIO DE MEDEIROS,FEITA PELOS SEMINARISTAS DO SETEF

HOMENAGEM AO PROF. MARCIO DE MEDEIROS,FEITA PELOS SEMINARISTAS DO SETEF-SEMINARIO TEOLÓGICO FILADÉLFIA-J. BOM PASTOR-BELFORD ROXO-RJ

CAIXA DE CURTI FANPAGE

CUMPRIMENTO AO VISITANTE

link me

Prof Marcio de Medeiros

Por favor coloque este codigo em seu site ou blog e divulgue o nosso blog

NOTÍCIAS RIO

REDECOL NOTICIAS




NOTICIAS

G1 NOTICIAS

G1 NOTICIAS

MENTE MILIONARIA

MENTE MILIONARIA-COMO SER BEM SUCEDIDO FINANCEIRAMENTE
CLIQUE E ASSISTA!!!!

PROP. DA PAGINA NO FACE04

BUSCA DE EMPREGOS

BATIDAO GOSPEL 10

FUNKS DIVERSOS 11

BATIDÃO GOSPEL12

FUNK GOSPEL 13

Batidao 09

BATIDAO 08

BATIDÃO 07

BATIDÃO GOSPEL 06

BATIDÃO GOSPEL 3

BATIDÃO GOSPEL 4

BATIDÃO GOSPEL 07

BATIDÃO GOSPEL

BATIDÃO GOSPEL 2

BATIDAO GOSPEL 05

PROPAGANDA DA PAG. DO FACE

SITE DE ENTRETENIMENTO

UTILITARIOS EM GERAL

CALENDARIO E JESUS

CALENDÁRIO E PAISAGEM

musicas do c.c e da harpa

PROPAGANDA DA PAG. DO FACE 03

BANNER DO SITE DE ENTRETENIMENTO

SITE DE ENTRETENIMENTO

MENSAGEM PARA VOÇÊ 2

SITE DE ENTRETENIMENTO

SITE DE ASSUNTOS BÍBLICOS

SITE DE CULTURA

DESENHO DA CRIAÇÃO E DE NOÉ

DESENHO SOBRE A CRIAÇÃO
CLIQUE NO VÍDEO PARA ASSISTÍ-LO
DESENHO SOBRE A CRIAÇÃO
CLIQUE NO VÍDEO PARA ASSISTÍ-LO
DESENHO SOBRE A ARCA DE NOÉ-CLIQUE E ASSISTA.

DESENHO SOBRE JOSUÉ

DESENHO SOBRE JOSUÉ-CLIQUE PARA ASSISTIR.

DESENHO SOBRE MOISÉS

DESENHO SOBRE MOISÉS-CLIQUE E ASSISTA.

DESENHO-O NASCIMENTO DE JESUS

O NASCIMENTO DE JESUS-CLIQUE PARA ASSSITIR

FILME-INFERNO EM CHAMAS

FILME O INFERNO EM CHAMAS

PROPAGANDA DA PAG. DO FACE 02

DA LINK SA PAG.DO FACE DO BLOG

AULA DE BIBLIOL.SETEF-07/05/13

AULA DE BIBLIOLOGIA-DATA:07/05/13- MINISTRADA DO SEMINARIO SETEF

Pag do facebook 02

segunda-feira, 29 de julho de 2013

532-AS PROFECIAS DE DANIEL





As Profecias de Daniel
O Livro de Daniel pode ser chamado de o Apocalipse do Antigo Testamento tamanho é o número de revelações sobre os tempos do fim, nenhum outro livro veterotestamentário escreve tanto sobre os tempos finais. É este livro que dá suporte a compreensão de muitas profecias do livro de Apocalipse. A seguir estão seis das grandes profecias de Daniel sobre os reinos da Terra e a vinda do anticristo, assim como o Reino final e eterno de Jesus Cristo.
A imagem do sonho de Nabucodonosor
Daniel 2:1-49
No sonho do rei da Babilônia, Nabucodonosor vê uma grande estátua. A cabeça da estátua era de ouro, os braços e o peito de prata, o ventre e os quadris de bronze, as pernas de ferro e os pés de ferro e barro. Uma grande pedra é cortada sem auxilio de mãos, esta pedra choca-se com a estátua e a destrói. A pedra transforma-se numa grande montanha que cobre toda a Terra.
Daniel explica ao rei que cada parte da estátua é a representação de um reino, sendo a cabeça de ouro o reino da Babilônia, mas que todos os reinos que se sucederão irão passar e o último reino, o da grande pedra, irá ficar para sempre.
Os reinos do sonho de Nabucodonosor são: A cabeça de ouro o reino da Babilônia do próprio Nabucodonosor; o peito e os braços de prata são o reino da Pérsia; o ventre e os quadris de bronze são o reino Greco-Macedônico fundado por Alexandre Magno; o reino de ferro é o reino de Roma; e o último reino representado na estátua é o reino dos tempos do fim, um reino que mescla o poderio romano, porém que não é puro, pois representa a união de diversos reinos.
O escritor Arno Froese, no livro Como a Democracia Elegerá o Anticristo, afirma que este último reino será formado com a unificação da Europa, através da União Européia, e Roma estará representada pela força política e ideológica da Igreja Católica Apostólica Romana. Como as nações continuarão a ter sua autonomia, mas farão parte de um grande reino unificado, é preciso lembrar que estes reinos forjarão alianças entre si, como de fato já está acontecendo. É bom lembrar, também, que todo código de Leis do mundo contemporâneo é baseado no código de Leis romano organizado pelo imperador romano Justiniano, mais um ingrediente que garante a presença romana neste reino. É este poderoso reino, forjado da unificação de 10 poderosas nações, que lançará as bases que sustentarão o governo do anticristo.
Há outra interpretação que afirma que o G-8, grupo das sete mais ricas e industrializadas nações (EUA, Canadá, Japão, França, Grã-Bretanha, Alemanha e Itália) mais a Rússia, chegarão ao número de 10 nações que representariam os 10 chifres.
Porém, o mais importante é que este último reino será destruído por Jesus, que criará um reino justo e eterno e que jamais poderá ser destruído.
A visão dos quatro animais e o Ancião de Deus
Daniel 7:1-28
Daniel escreve sobre seu sonho onde viu 4 animais que saíam do mar. 
O primeiro era um leão com asas de águia, porém lhe foram arrancadas às asas e ele foi colocado de pé e lhe foi dado mente de homem. É uma referência a Nabucodonosor que perdeu o reino, ficou louco e teve que se humilhar e reconhecer sua fraqueza.
O segundo animal era um urso que tinha 3 costelas na boca, lhe foi ordenado que saísse a comer carne. As três costelas representam uma presa que o Urso já havia devorado anteriormente, mas que não saciou seu apetite. É a representação do reino Medo-Pérsa.
O terceiro animal era semelhante a um leopardo com 4 cabeças e 4 asas a este foi dado domínio. Ter 4 cabeças significa que este animal estava olhando em todas as direções a procura de novas caças, o que sugere um império em constante busca por expansão territorial. É o reino Greco-Macedônico formado por Alexandre Magno e que depois foi dividido por seus 4 generais.
O quarto animal era terrível e muito forte, tinha 10 chifres, pisava e devorava a todos o que sobejava. Seria o Império de Roma. Com a queda de Roma, outro reino toma seu lugar, o reino dos 10. Os chifres representam 10 reinos e podem representar seu grande poderio militar. O chifre que ao surgir derruba três outros chifre, tem olhos e boca de homem, sugere o reino do anticristo.
Até que entra em cena o Ancião de dias que se assenta num tribunal, mata ao animal dos chifres e retira o poder dos outros animais, porém lhe conservando as vidas.
Aproximou-se do Ancião um como o Filho do Homem, que recebeu o domínio, e a glória, e o reino sobre todas as nações, o seu domínio é eterno e não poderá ser destruído. Este é o reino de Jesus Cristo que será eterno.
O carneiro, o bode e o pequeno chifre
Daniel 8:1-27
Nesta profecia, Daniel tem uma visão de um carneiro com dois chifres, porém um é maior do que o outro. O carneiro dava marradas para o Ocidente, para o Norte e para o Sul e nenhum animal o podia resistir. Então Daniel vê um bode que vem do Ocidente, o bode tinha um grande chifre entre os olhos. Ao chegar perto do carneiro, o bode quebrou os dois chifres do carneiro e o venceu. O bode engrandeceu-se sobremaneira e ninguém o podia vencer, mas quebrou-se o seu chifre, e em seu lugar nasceram outros quatro chifres, de um destes chifres nasceu um pequeno chifre que cresceu até chegar ao exército dos céus, teve o domínio sobre os exércitos e tudo que fez prosperou. Engrandeceu-se até ao “príncipe do exército; dele tirou o sacrifício diário e o lugar do seu santuário foi deitado abaixo”. (v. 11).
Daniel ouve uma conversa entre santos que perguntam até quando durará toda aquela profanação. “Até duas mil e trezentas tardes e manhãs; e o santuário será purificado” (v. 14) é a resposta.
Então, Gabriel é enviado a Daniel para explicar-lhe a visão que tinha visto.
O carneiro com 2 chifres é o reino da Medo-Pérsia e o bode é o rei da Grécia e o chifre entre os olhos é o primeiro rei,ou seja, Alexandre Magno. O grande chifre é destruído prematuramente, Alexandre morre aos 33 anos tendo construído um grande império e reinado por somente por 11 anos. Nascem 4 chifres em seu lugar, o reino de Alexandre foi dividido entre seus 4 generais. Mas se levantará um rei feroz muito poderoso, causará muitas destruições,destruirá os poderosos e o povo santo, fará prosperar o engano, mas este rei será destruído sem uso de força humana. Alguns comentaristas afirmam que o rei em questão era Antíoco IV, que em seu reino agiu desta forma, mas creio que seja uma profecia com relação ao reino do anticristo. O anticristo será vencido sem que haja necessidade de força humana, pois Deus irá vencer o anticristo na batalha do Armagedom.
As setenta semanas
Daniel 9:20-27
A profecia das 70 semanas é revelada a Daniel por Gabriel. Gabriel, enviado de Deus, relada a Daniel que as 70 semanas representam o tempo até que a transgressão e o pecado cessarão, para selar a vitória e a profecia e para ungir o santo dos santos.
Desde a saída da ordem para restaurar e edificar Jerusalém até o Ungido, Jesus Cristo, serão 7 semanas e 62 semanas. O Ungido será morto após as 62 semanas.
Ou seja, o tempo do cativeiro irá durar 7 semanas (um dia da semana contando como um ano,portanto o cativeiro durará 70 anos, como de fato ocorreu). Haverá a reconstrução de Jerusalém e após 62 semanas nascerá o Ungido, Jesus Cristo, totalizando 69 semanas. A crucificação e a ressurreição de Jesus cessaram a contagem das semanas, criando um hiato de tempo, o tempo da Igreja. A última semana ocorrerá após o arrebatamento da Igreja. Com o governo do anticristo que durará 7 anos. Na metade da semana irá cessar os sacrifícios no Templo, o que sugere a reconstrução do templo em Jerusalém e a retomada dos sacrifícios. Após as 70 semanas Deus vencerá o anticristo e julgará a humanidade. Iniciando-se o Reino Milenar de Cristo.

Os reis do Norte e do Sul
Daniel 11:1-45
Confesso que tive muita dificuldade em compreender a totalidade deste capítulo e resisti muito em colocá-lo neste trabalho, mas Deus me constrangeu a tentar.
Dividi a análise em duas partes:
Primeira Parte: Versículos 1-20
O versículo 2 relata o reino da Pérsia e sua luta contra a Grécia. A partir do versículo 3, é relatado o reino da Grécia, iniciando com o reino de Alexandre Magno e depois com os 4 reis que assumem seu lugar e dividem o império (vv. 3 e 4). Depois é descrito o reino do Sul, que ao que parece é o Egito (v. 8), que luta contra o reino do Norte, provavelmente Roma ou Síria. Após, Daniel relata batalhas entre estes reinos do Norte e do Sul, onde o Norte vencerá, o que me faz acreditar que o Reino do Norte é Roma e não a Síria.
Segunda Parte: Versículos 21-45
A partir do versículo 21 é descrito um rei vil, que tomará o trono através de intrigas, ele fará alianças com outros reinos e governará pelo engano. Este rei atacará e subjugará os reinos do Sul. “Dele sairão forças que profanarão o santuário, a fortaleza nossa, e tirarão o sacrifício diário, estabelecendo a abominação desoladora. Aos violadores da aliança, ele, com lisonjas, perverterá, mas o povo que conhece ao seu Deus se tornará forte e ativo. Os sábios entre o povo ensinarão a muitos; todavia, cairão pela espada e pelo fogo, pelo cativeiro e pelo roubo, por algum tempo.” (vv. 31-33). Este, ao que parece, é o reino de Antíoco IV, como ocorrera no capítulo 8, mas creio que seja uma alusão ao reino do anticristo. A descrição dada ao vil e corrupto rei é compatível com o reino do anticristo, que perseguirá ao remanescente do povo de Deus e profanará o Templo.
O Tempo do fim
Daniel 12:1-13
Daniel escreve sobre os tempos do fim. 
Na profecia, Miguel, o grande príncipe, se levantará. Haverá angústia como nunca antes, mas naquele tempo serão salvos todos que estão escritos no Livro da Vida. Os que já morreram ressuscitarão, uns para a vida eterna e outros para a condenação.
Deus diz a Daniel que o livro deve ser encerrado e selado, e que no futuro o livro será estudado e esquadrinhado e o conhecimento se multiplicará. Mas o tempo que a profecia se realizará fica em mistério. “Quando se acabar a destruição do poder do povo santo, estas cousas todas se cumprirão.” (12:7b).
Muitos serão purificados, embranquecidos e provados; mas os perversos procederão perversamente, e nenhum deles entenderá, mas os sábios entenderão.” (12:10).
Conclusão
O livro de Daniel é uma grande demonstração da soberania de Deus e de Seu controle total e absoluto sobre a História da humanidade. Nada acontece sem a permissão e o conhecimento de Deus. Ao revelar os reinos seqüentes aos da época de Daniel, Deus está nos dando uma confirmação de que Suas profecias serão cumpridas. Uma vez crendo e entendendo o livro de Daniel, podemos ter certeza de que as predições do livro de Apocalipse se cumprirão, assim como toda a Palavra do Senhor, pois Deus nos diz: “Porque eu velo sobre a minha palavra para a cumprir.” (Jeremias 1:12). Nada escapa ao controle soberano de Deus.
Bibliografia
Bíblia Sagrada, traduzida em português por João Ferreira de Almeida, edição Revista e Atualizada no Brasil. 2ª. edição. São Paulo: Sociedade Bíblica do Brasil, 1993.
BALDWIN, Joyce G. Daniel: introdução e comentário. São Paulo: Vida Nova / Mundo Cristão, 1991.
FROESE, Arno. Como a Democracia Elegerá o Anticristo. Porto Alegre: Editora Actual, 1999. 
As Profecias de Daniel
As Profecias de Daniel
O Livro de Daniel pode ser chamado de o Apocalipse do Antigo Testamento tamanho é o número de revelações sobre os tempos do fim, nenhum outro livro veterotestamentário escreve tanto sobre os tempos finais. É este livro que dá suporte a compreensão de muitas profecias do livro de Apocalipse. A seguir estão seis das grandes profecias de Daniel sobre os reinos da Terra e a vinda do anticristo, assim como o Reino final e eterno de Jesus Cristo.
A imagem do sonho de Nabucodonosor
Daniel 2:1-49
No sonho do rei da Babilônia, Nabucodonosor vê uma grande estátua. A cabeça da estátua era de ouro, os braços e o peito de prata, o ventre e os quadris de bronze, as pernas de ferro e os pés de ferro e barro. Uma grande pedra é cortada sem auxilio de mãos, esta pedra choca-se com a estátua e a destrói. A pedra transforma-se numa grande montanha que cobre toda a Terra.
Daniel explica ao rei que cada parte da estátua é a representação de um reino, sendo a cabeça de ouro o reino da Babilônia, mas que todos os reinos que se sucederão irão passar e o último reino, o da grande pedra, irá ficar para sempre.
Os reinos do sonho de Nabucodonosor são: A cabeça de ouro o reino da Babilônia do próprio Nabucodonosor; o peito e os braços de prata são o reino da Pérsia; o ventre e os quadris de bronze são o reino Greco-Macedônico fundado por Alexandre Magno; o reino de ferro é o reino de Roma; e o último reino representado na estátua é o reino dos tempos do fim, um reino que mescla o poderio romano, porém que não é puro, pois representa a união de diversos reinos.
O escritor Arno Froese, no livro Como a Democracia Elegerá o Anticristo, afirma que este último reino será formado com a unificação da Europa, através da União Européia, e Roma estará representada pela força política e ideológica da Igreja Católica Apostólica Romana. Como as nações continuarão a ter sua autonomia, mas farão parte de um grande reino unificado, é preciso lembrar que estes reinos forjarão alianças entre si, como de fato já está acontecendo. É bom lembrar, também, que todo código de Leis do mundo contemporâneo é baseado no código de Leis romano organizado pelo imperador romano Justiniano, mais um ingrediente que garante a presença romana neste reino. É este poderoso reino, forjado da unificação de 10 poderosas nações, que lançará as bases que sustentarão o governo do anticristo.
Há outra interpretação que afirma que o G-8, grupo das sete mais ricas e industrializadas nações (EUA, Canadá, Japão, França, Grã-Bretanha, Alemanha e Itália) mais a Rússia, chegarão ao número de 10 nações que representariam os 10 chifres.
Porém, o mais importante é que este último reino será destruído por Jesus, que criará um reino justo e eterno e que jamais poderá ser destruído.
A visão dos quatro animais e o Ancião de Deus
Daniel 7:1-28
Daniel escreve sobre seu sonho onde viu 4 animais que saíam do mar. 
O primeiro era um leão com asas de águia, porém lhe foram arrancadas às asas e ele foi colocado de pé e lhe foi dado mente de homem. É uma referência a Nabucodonosor que perdeu o reino, ficou louco e teve que se humilhar e reconhecer sua fraqueza.
O segundo animal era um urso que tinha 3 costelas na boca, lhe foi ordenado que saísse a comer carne. As três costelas representam uma presa que o Urso já havia devorado anteriormente, mas que não saciou seu apetite. É a representação do reino Medo-Pérsa.
O terceiro animal era semelhante a um leopardo com 4 cabeças e 4 asas a este foi dado domínio. Ter 4 cabeças significa que este animal estava olhando em todas as direções a procura de novas caças, o que sugere um império em constante busca por expansão territorial. É o reino Greco-Macedônico formado por Alexandre Magno e que depois foi dividido por seus 4 generais.
O quarto animal era terrível e muito forte, tinha 10 chifres, pisava e devorava a todos o que sobejava. Seria o Império de Roma. Com a queda de Roma, outro reino toma seu lugar, o reino dos 10. Os chifres representam 10 reinos e podem representar seu grande poderio militar. O chifre que ao surgir derruba três outros chifre, tem olhos e boca de homem, sugere o reino do anticristo.
Até que entra em cena o Ancião de dias que se assenta num tribunal, mata ao animal dos chifres e retira o poder dos outros animais, porém lhe conservando as vidas.
Aproximou-se do Ancião um como o Filho do Homem, que recebeu o domínio, e a glória, e o reino sobre todas as nações, o seu domínio é eterno e não poderá ser destruído. Este é o reino de Jesus Cristo que será eterno.
O carneiro, o bode e o pequeno chifre
Daniel 8:1-27
Nesta profecia, Daniel tem uma visão de um carneiro com dois chifres, porém um é maior do que o outro. O carneiro dava marradas para o Ocidente, para o Norte e para o Sul e nenhum animal o podia resistir. Então Daniel vê um bode que vem do Ocidente, o bode tinha um grande chifre entre os olhos. Ao chegar perto do carneiro, o bode quebrou os dois chifres do carneiro e o venceu. O bode engrandeceu-se sobremaneira e ninguém o podia vencer, mas quebrou-se o seu chifre, e em seu lugar nasceram outros quatro chifres, de um destes chifres nasceu um pequeno chifre que cresceu até chegar ao exército dos céus, teve o domínio sobre os exércitos e tudo que fez prosperou. Engrandeceu-se até ao “príncipe do exército; dele tirou o sacrifício diário e o lugar do seu santuário foi deitado abaixo”. (v. 11).
Daniel ouve uma conversa entre santos que perguntam até quando durará toda aquela profanação. “Até duas mil e trezentas tardes e manhãs; e o santuário será purificado” (v. 14) é a resposta.
Então, Gabriel é enviado a Daniel para explicar-lhe a visão que tinha visto.
O carneiro com 2 chifres é o reino da Medo-Pérsia e o bode é o rei da Grécia e o chifre entre os olhos é o primeiro rei,ou seja, Alexandre Magno. O grande chifre é destruído prematuramente, Alexandre morre aos 33 anos tendo construído um grande império e reinado por somente por 11 anos. Nascem 4 chifres em seu lugar, o reino de Alexandre foi dividido entre seus 4 generais. Mas se levantará um rei feroz muito poderoso, causará muitas destruições,destruirá os poderosos e o povo santo, fará prosperar o engano, mas este rei será destruído sem uso de força humana. Alguns comentaristas afirmam que o rei em questão era Antíoco IV, que em seu reino agiu desta forma, mas creio que seja uma profecia com relação ao reino do anticristo. O anticristo será vencido sem que haja necessidade de força humana, pois Deus irá vencer o anticristo na batalha do Armagedom.
As setenta semanas
Daniel 9:20-27
A profecia das 70 semanas é revelada a Daniel por Gabriel. Gabriel, enviado de Deus, relada a Daniel que as 70 semanas representam o tempo até que a transgressão e o pecado cessarão, para selar a vitória e a profecia e para ungir o santo dos santos.
Desde a saída da ordem para restaurar e edificar Jerusalém até o Ungido, Jesus Cristo, serão 7 semanas e 62 semanas. O Ungido será morto após as 62 semanas.
Ou seja, o tempo do cativeiro irá durar 7 semanas (um dia da semana contando como um ano,portanto o cativeiro durará 70 anos, como de fato ocorreu). Haverá a reconstrução de Jerusalém e após 62 semanas nascerá o Ungido, Jesus Cristo, totalizando 69 semanas. A crucificação e a ressurreição de Jesus cessaram a contagem das semanas, criando um hiato de tempo, o tempo da Igreja. A última semana ocorrerá após o arrebatamento da Igreja. Com o governo do anticristo que durará 7 anos. Na metade da semana irá cessar os sacrifícios no Templo, o que sugere a reconstrução do templo em Jerusalém e a retomada dos sacrifícios. Após as 70 semanas Deus vencerá o anticristo e julgará a humanidade. Iniciando-se o Reino Milenar de Cristo.

Os reis do Norte e do Sul
Daniel 11:1-45
Confesso que tive muita dificuldade em compreender a totalidade deste capítulo e resisti muito em colocá-lo neste trabalho, mas Deus me constrangeu a tentar.
Dividi a análise em duas partes:
Primeira Parte: Versículos 1-20
O versículo 2 relata o reino da Pérsia e sua luta contra a Grécia. A partir do versículo 3, é relatado o reino da Grécia, iniciando com o reino de Alexandre Magno e depois com os 4 reis que assumem seu lugar e dividem o império (vv. 3 e 4). Depois é descrito o reino do Sul, que ao que parece é o Egito (v. 8), que luta contra o reino do Norte, provavelmente Roma ou Síria. Após, Daniel relata batalhas entre estes reinos do Norte e do Sul, onde o Norte vencerá, o que me faz acreditar que o Reino do Norte é Roma e não a Síria.
Segunda Parte: Versículos 21-45
A partir do versículo 21 é descrito um rei vil, que tomará o trono através de intrigas, ele fará alianças com outros reinos e governará pelo engano. Este rei atacará e subjugará os reinos do Sul. “Dele sairão forças que profanarão o santuário, a fortaleza nossa, e tirarão o sacrifício diário, estabelecendo a abominação desoladora. Aos violadores da aliança, ele, com lisonjas, perverterá, mas o povo que conhece ao seu Deus se tornará forte e ativo. Os sábios entre o povo ensinarão a muitos; todavia, cairão pela espada e pelo fogo, pelo cativeiro e pelo roubo, por algum tempo.” (vv. 31-33). Este, ao que parece, é o reino de Antíoco IV, como ocorrera no capítulo 8, mas creio que seja uma alusão ao reino do anticristo. A descrição dada ao vil e corrupto rei é compatível com o reino do anticristo, que perseguirá ao remanescente do povo de Deus e profanará o Templo.
O Tempo do fim
Daniel 12:1-13
Daniel escreve sobre os tempos do fim. 
Na profecia, Miguel, o grande príncipe, se levantará. Haverá angústia como nunca antes, mas naquele tempo serão salvos todos que estão escritos no Livro da Vida. Os que já morreram ressuscitarão, uns para a vida eterna e outros para a condenação.
Deus diz a Daniel que o livro deve ser encerrado e selado, e que no futuro o livro será estudado e esquadrinhado e o conhecimento se multiplicará. Mas o tempo que a profecia se realizará fica em mistério. “Quando se acabar a destruição do poder do povo santo, estas cousas todas se cumprirão.” (12:7b).
Muitos serão purificados, embranquecidos e provados; mas os perversos procederão perversamente, e nenhum deles entenderá, mas os sábios entenderão.” (12:10).
Conclusão
O livro de Daniel é uma grande demonstração da soberania de Deus e de Seu controle total e absoluto sobre a História da humanidade. Nada acontece sem a permissão e o conhecimento de Deus. Ao revelar os reinos seqüentes aos da época de Daniel, Deus está nos dando uma confirmação de que Suas profecias serão cumpridas. Uma vez crendo e entendendo o livro de Daniel, podemos ter certeza de que as predições do livro de Apocalipse se cumprirão, assim como toda a Palavra do Senhor, pois Deus nos diz: “Porque eu velo sobre a minha palavra para a cumprir.” (Jeremias 1:12). Nada escapa ao controle soberano de Deus.
Bibliografia
Bíblia Sagrada, traduzida em português por João Ferreira de Almeida, edição Revista e Atualizada no Brasil. 2ª. edição. São Paulo: Sociedade Bíblica do Brasil, 1993.
BALDWIN, Joyce G. Daniel: introdução e comentário. São Paulo: Vida Nova / Mundo Cristão, 1991.
FROESE, Arno. Como a Democracia Elegerá o Anticristo. Porto Alegre: Editora Actual, 1999. 
A Cronologia do Livro de Daniel.

=> Gênesis 1:1 a 31 - Gênesis 2:1 a 2). 

Isaías 46:9,10 
9 Lembrai-vos das coisas passadasdesde a antigüidade;Que eu sou Deus, e não há outro; eu sou Deus, e não há outro semelhante a mim; 10 que anuncio o fim desde o princípio, e desde a antigüidade as coisas que ainda não sucederam; que digo: O meu conselho subsistirá, e farei toda a minha vontade;
(Disse Deus no verso acima de Isaías 46: Lembrai-vos das coisas passadas desde a antiguidade eque eu lhe digo quando tudo terminará (Eu anuncio o fim) desde o Gênesis(desde o princípio) e quando começará o milênio (que digo as coisas que ainda não sucederam...)...
 
(Eu anuncio o fim) desde o Gênesis(desde o princípio). 

Gênesis 6:3 
3 Então disse o Senhor: O meu Espírito não permanecerá para sempre no homem, porquanto ele é carne, mas os seus dias serão cento e vinte anos. 

Nós ouvimos que os anos também como sendo algo como os anos dos Jubileus. 

O Senhor disse a Moisés no Sinai: 

Levítico 25:8,9 
Também contarás sete sábados de anos, sete vezes sete anos; de maneira que os dias dos sete sábados de anos serão quarenta e nove anos. Então, no décimo dia do sétimo mês, farás soar fortemente a trombeta; no dia da expiação [Yom Kipur em setembro] fareis soar a trombeta por toda a vossa terra.

Lv 25:10 E santificareis o ano qüinquagésimo, e apregoareis liberdade na terra a todos os seus habitantes; ano de jubileu será para vós; pois tornareis, cada um à sua possessão, e cada um à sua família. Lv 25:11 Esse ano qüinquagésimo será para vós jubileu; não semeareis, nem segareis o que nele nascer de si mesmo, nem nele vindimareis as uvas das vides não tratadas.

Com isto Deus deu para humanidade também 120 Jubileus com cada Jubileu com 50 anos ( 120 X 50 = 6.000 anos).

Deus deu para a humanidade 6.000 anos começando a partir de Adão.

Os seis dias da criação em Gênesis foram profetizados como sendo 6 milênios ( cada dia equivalente a 1.000 anos) da história da humanidade, seguido com mais 1.000 anos do reinado de Cristo.

2Pe 3:8 Mas vós, amados, não ignoreis uma coisa: que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia.

Nos anos 100 d.C, Barnabé escreveu:

Tivemos 2.000 anos de Adão a Abraão, de Abraão até Cristo mais 2.000 anos e teremos mais 2.000 anos até o início do milênio de Cristo”. 

2017 se completam 120 Jubileus, se aproximando de 6.000 anos desde Adão.

2017 vamos ter um novo ciclo solar.

O último Jubileu foi em 1967 na Guerra de Seis Dias, aonde Israel venceu miraculosamente o cerco dos países Árabes.

Esta data representou a primeira vez em 2.500 anos que Israel teve o controle sob Jerusalém e parte do que restou no monte do Templo.

O outro Jubileu antes disto foi em 1917, após as terras de Israel passou por 400 anos sob o governo dos Turcos Otomanos e finalmente em 1917 a cidade foi capturada pelo exército Britânico depois da I Grande Guerra Mundial, e logo com a Declaração Balfour os Judeus passaram a morar na terra.

Alguma coisa sobre 1917:

Moisés disse que Israel seria punido 7 vezes mais pelos seus pecados (ver Levítico 26:28 a 34).

Sete vezes são 7 X 360 anos, ou 2.520 anos. O dia que começou esta punição foi em 604 a.C. com a invasão da babilônia (sonho de Daniel da cabeça da Estátua), que teria a partir desta invasão 2.520 anos.

O termino desta punição de 2.520 anos começou em 1917 d.C , aonde a tribo de Judá começou fazer a suaAliah (retorno) a Israel.

1917 (menos) -2.520 = 603 + 1 (para o ano zero), ou 604 a.C.

No ano 604 a.C Nabucodonosor levou para o cativeiro a Daniel (Daniel 1:1,2).

Quando se estuda escatologia bíblica, devemos ficar de olho em Israel, pois tudo é centralizado com Israel e o seu povo.

Jesus disse sobre a Figueira em Mt. 24,34:

32 Aprendei, pois, esta parábola da figueira [Israel]: Quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão.

34 Em verdade vos digo que não passará esta geração [Que viu o nascimento da nação de Israel] sem que todas essas coisas se cumpram. 35 Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras jamais passarão.

A geração que viu e testemunho o nascimento de Israel profetizado nas Escrituras numerosas vezes veriam a volta de Cristo.

Uma geração são 70 anos em Salmos 90:10

Israel começou como nação em 4 de Sivam (dia 14 à tardinha, 15 de maio em 1948 ao término do mandato Britânico.

Antes disso, foi assinado a resolução 181 da ONU em 29 de novembro de 1947, com o decreto que a figueira renascia novamente, sendo restaurada como uma nação novamente.

A independência do Estado de Israel foi a 15 de maio de 1948.

70 anos depois do acordo assinado na ONU nos leva para o ano de:

1947 + 70 anos= 2017 d.C 

Quando Jesus se referiu à última geração ele se referiu à profecia de Daniel 9 verso 27.

Vamos ver se achamos alguma referencia para 70 anos ao redor destes versos.

Dn 9:24 Setenta semanas [70 Shavuots - ANOS] estão decretadas sobre o teu povo, e sobre a tua santa cidade, para fazer cessar a transgressão, para dar fim aos pecados, e para expiar a iniqüidade, e trazer a justiça eterna, e selar a visão e a profecia, e para ungir o santíssimo [Yeshua, Jesus Cristo]. 

SHABUA é em hebreu a transliteração da palavra SEMANAS.

Aqui significa "Shavuots" ou "Pentecostes" ou anos.

A cada 50 anos, depois de sete ciclos sabáticos de sete (Shavuots, cada um) (ou 49 anos), temos um ano de Jubileu, (50) o ano de restituição das terras aos judeus segundo a Torá em Levítico 25.

"Setenta semanas" significa setenta Shavuots (ou 70 anos) estão determinados em algum ponto até o reinado de Jesus Cristo.

O "Shavuot" "Pentecostes" acontece em Israel uma vez no ano.

Esta palavra é derivada da palavra "shaba" que significa algo como COMPLETO. Depois de 70 anos de um certo ponto, Cristo irá retornar para governar no período do milênio.

25 Sabe e entende: desde a saída da ordem [Decreto de 1947] para restaurar e para edificar Jerusalématé o ungido [Messias Cristo], o príncipe,...

Daniel 9:25

25 Sabe e entende: desde a saída da ordem para restaurar e para edificar Jerusalém até o ungido [Messias Cristo, o príncipe, haverá sete semanas [SETE ANOS], e sessenta e duas semanas [62 ANOS];com praças e tranqueiras se reedificará, mas em tempos angustiosos.

(Dois tempos separados: 7 anos e 62 anos).

A Resolução da Onu número 181, assinado em 29 de novembro de 1947 o decreto para a figueira (Israel) ser restaurado como nação outra vez, somando mais 70 Shavuots para frente que nos leva ao ano de2017.

1947 + 70 Shavuots= 2017

Os últimos 7 anos é a semana profética de Daniel quando a Onu e Liga Árabe confirmará um convênio (tratado de Paz) para permitir que o Templo de Jerusalém seja novamente construído com os seus sacrifícios de animais (Daniel 9:27).

21 e 22 de janeiro de 2009, Brarack O. comandante in chefe. 

Dependendo da hora (depois do por do sol) quando o decreto foi aprovado em 29 de novembro de 1947 e oficialmente que Obama assumiu em 22/01/2009, foi exatamente depois de 1947, 62 anos hebreus (de360 dias)!!!

Note que Daniel o chamou de o "príncipe" ou "líder" (nagiyd) ao invés de rei. Somente confirma o que diz oApocalipse 17. O último rei do reino da besta animal que começa como sendo o líder do Mistério da Babilônia.

Ao o líder do Mistério da Babilônia não é dado poder absoluto como um rei do reino animal final, até que ele permite que a Babilônia, seja destruída. (Apocalipse 17:12,18).

Daniel 9:27 

E ele fará um pacto firme com muitos por uma semana [7 anos] ; e na metade da semana [3 anos e meio] [o líder] fará cessar o sacrifício e a oblação; e sobre a asa das abominações virá o assolador; e até a destruição determinada, a qual será derramada sobre o assolador.

SETE ANOS DE TRIBULAÇÃO, e o começo é a partir de algum ponto no fim de 2010 e o fim 2017: 

2009, 2010, 2011, 2012,2013,2014,2015,2016,2017

62 Shavuots 2009 (Líder Barack aparece em cena).

2013,2014 (NO MEIO DESTES DOIS A METADE= 3 ANOS E MEIO).

2017 = (fim dos 120 Jubileus X 50 = 6.000 anos desde Adão).

UMA COISA É CERTA, O REINO DE DEUS ESTÁ PRÓXIMO(!) VOCÊ ESTÁ PREPARADO PARA ENCONTRAR COM O NOSSO SENHOR E SALVADOR, JESUS CRISTO?

SE VOCÊ NÃO ACEITOU AINDA JESUS CRISTO COMO SENDO O SEU SENHOR E SALVADOR DA SUA VIDA, FAÇA-O AGORA, POIS AMANHÃ PODE SER MUITO TARDE. FAÇA UMA ORAÇÃO AO PAI E DIGA: PAI NOSSO QUE ESTÁ NO CÉU, RECONHEÇO QUE SOU PECADOR, PERDOA OS MEUS PECADOS, POIS SEI QUE O SEU FILHO JÁ PAGOU O PREÇO DOS MEUS PECADOS NA CRUZ DO CALVÁRIO, PORTANTO AGRADEÇO A TI PELO DOM GRATUITO DA VIDA ETERNA, POR NOSSO SENHOR JESUS CRISTO. AMÉM! 

Fonte: http://apologiajudaica.blogspot.com/2010/08/44-anos-x-de-360-dias.html

NOTA (acrescentada por Mn. Sales):

Se entendermos a data de 1948 (14 de maio) como o cumprimento da profecia de Mateus 24:32, então, considerando Mateus 24:33, o que seria 2017 como é citado acima, deve ser 2018 ... pois, 1948 + 70 = 2018 ... seguindo o mesmo padrão de contagem de uma geração que dura 70 anos.

Nesse caso, em Daniel 9, 7 semanas (de anos) e 62 semanas (de anos) devem ser 1948 + 62 = 2010 ... para 62 semanas e 2011 + 7 = 2018 para os 7 anos ... o que acarreta de 2011 ser o início da grande tribulação com término em 2018.

A questão que fica é... onde devemos considerar o cumprimento da profecia de Mateus 24:32 ??? Desde a sua ordem para restaurar, em 1947 (29/11) ou desde o cumprimento dessa ordem quando se deu a execução oficial dela em 1948 (14/05) ???

Qual seja o correto pensarmos... os dois estão próximos... um alguns meses menos que o outro... pois a diferença entre eles é de 7 meses apenas... quando um foi em 29/novembro/1947 (ordem da ONU para restauração do estado de Israel) e o outro foi em 14/maio/1948 (execução oficial dessa ordem)

Fonte:

http://www.historialivre.com

http://www.historialivre.com


http://gospelbrasil.topicboard.net

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OLA!.EU SOU MARCIO DE MEDEIROS-PROF.DO SETEF,SEJA BEM VINDO AO NOSSO BLOG.JESUS TE AMA E MORREU POR VOÇÊ!!!.
TEMOS,1 SITE DESTINADO A CULTURA GERAL , OUTRO SITE DESTINADO À ASSUNTO BÍBLICOS E UM OUTRO SITE DESTINADO À ENTRETENIMENTO,TEMOS:JOGOS,FILMES,DESENHOS ETC.USE OS LINKS ABAIXO PARA VISITAREM OS SITES.TEMOS 3 SITES E 1 BLOG.BOM PROVEITO!.

https://sites.google.com/
http://www.prof-marcio-de-medeiros.webnode.com/
http://profmarcio.ucoz.com