CONTADOR DE VISITAS

contador de acessos

Funk Gospel- Novas 2016-2017

FUNK E NOVO SOM

funk gospel e infantil

MX GOSPEL

HINOS JUDAICOS E ROMANTICAS

FUNK GOSPEL- VARIOS

MUSICAS MESSIANICAS

MELODY E VARIAS

VIDEO DO POKEMON

ESTUDO-INFERNO

Jogos para voce

ORIENTE MÉDIO

TURMINHA DA GRAÇA E MIDINHO

OS TRAPALHOES E A PRINCESA XUXA

Os trapalhoes-vol. 2

PRIMEIRO EPISÓDIO DO CHAPOLIN

PRIMEIRO EPISÓDIO DO CHAVES

DE GRAÇA RECEBESTE, DE GRAÇA DAI!!!!.

DE GRAÇAS RECEBESTES,DE GRAÇA DAI-MT10.8

ESTUDO-Jo 3.16

ESTUDO SOBRE ADORAÇÃO

INFANTIL

HINOS JUDAICOS

FUNK GOSPEL E ROMANTICAS 03

JOGO DE PERGUNTAS BÍBLICAS

CLIQUE PARA RESPONDER AS PERGUNTAS Coloque este widget em seu blog

FUTEBOL COM CARROS

JOGO ATIRE NAS GARRAFAS

JOGO DA BALEIA

JOGO DA BALEIA

Jogo pac man

JOGO BASKET

JOGO blast

JOGO MAGNETO

JOGO DE CORRIDA

Corrida Bíblica–o game

JOGO DA VELHA 02

Mais Jogos no Jogalo.com JOGO DA VELHA 02

JOGO BÍBLICO DE PERGUNTAS

Noticias g1

LEITURA EM INGLÊS

LEITURA EM INGLÊS

LEITURA EM INGLÊS 02

LEITURA EM INGLÊS 02

NOVO SOM E DIVERSOS

funk gospel e musica judaica 02

ROMANTICASM JUDAICA E FUNK GOSPEL

RELÓGIO COM MENSAGEM

ROMANTICAS E FUNK GOSPEL

ROMANTICAS E FUNK GOSP. 02

ROMANTICAS GOSPEL

FUNK GOSPEL 25

FUNK GOSPEL 24

FUNK GOSPEL23

FUNK GOSPEL 22

FUNK GOSPEL 21

funk gospel 20

FUNK 19

/>

funk gospel 18

FUNK GOSPEL 16

FUNK GOSPEL 15

FUNK GOSPEL 14

GOSPEL FUNK 17

Prof. Marcio de Medeiros--ESTUDO SOBRE O INFERNO

NOTICIAS DE CONCURSOS

BEM ESTAR -GNT

FILME-A ÚILTIMA BATALHA

BATE PAPO CRISTÃO

Qual é a sua avaliação sobre este blog?

Formulario de autoresposta


Nome:

E-Mail:

Assunto:

Mensagem:


NOVO SOM-ROMANTICAS

FUTEBOL 03

Placares oferecidos por futebol.com

FUTEBOL 04

Tabela futebol Brasileirão Serie A oferecida por Futebol.com

HOMENAGEM AO PROF. MARCIO DE MEDEIROS,FEITA PELOS SEMINARISTAS DO SETEF

HOMENAGEM AO PROF. MARCIO DE MEDEIROS,FEITA PELOS SEMINARISTAS DO SETEF-SEMINARIO TEOLÓGICO FILADÉLFIA-J. BOM PASTOR-BELFORD ROXO-RJ

CAIXA DE CURTI FANPAGE

CUMPRIMENTO AO VISITANTE

link me

Prof Marcio de Medeiros

Por favor coloque este codigo em seu site ou blog e divulgue o nosso blog

NOTÍCIAS RIO

REDECOL NOTICIAS




NOTICIAS

G1 NOTICIAS

G1 NOTICIAS

MENTE MILIONARIA

MENTE MILIONARIA-COMO SER BEM SUCEDIDO FINANCEIRAMENTE
CLIQUE E ASSISTA!!!!

PROP. DA PAGINA NO FACE04

BUSCA DE EMPREGOS

BATIDAO GOSPEL 10

FUNKS DIVERSOS 11

BATIDÃO GOSPEL12

FUNK GOSPEL 13

Batidao 09

BATIDAO 08

BATIDÃO 07

BATIDÃO GOSPEL 06

BATIDÃO GOSPEL 3

BATIDÃO GOSPEL 4

BATIDÃO GOSPEL 07

BATIDÃO GOSPEL

BATIDÃO GOSPEL 2

BATIDAO GOSPEL 05

PROPAGANDA DA PAG. DO FACE

SITE DE ENTRETENIMENTO

UTILITARIOS EM GERAL

CALENDARIO E JESUS

CALENDÁRIO E PAISAGEM

musicas do c.c e da harpa

PROPAGANDA DA PAG. DO FACE 03

BANNER DO SITE DE ENTRETENIMENTO

SITE DE ENTRETENIMENTO

MENSAGEM PARA VOÇÊ 2

SITE DE ENTRETENIMENTO

SITE DE ASSUNTOS BÍBLICOS

SITE DE CULTURA

DESENHO DA CRIAÇÃO E DE NOÉ

DESENHO SOBRE A CRIAÇÃO
CLIQUE NO VÍDEO PARA ASSISTÍ-LO
DESENHO SOBRE A CRIAÇÃO
CLIQUE NO VÍDEO PARA ASSISTÍ-LO
DESENHO SOBRE A ARCA DE NOÉ-CLIQUE E ASSISTA.

DESENHO SOBRE JOSUÉ

DESENHO SOBRE JOSUÉ-CLIQUE PARA ASSISTIR.

DESENHO SOBRE MOISÉS

DESENHO SOBRE MOISÉS-CLIQUE E ASSISTA.

DESENHO-O NASCIMENTO DE JESUS

O NASCIMENTO DE JESUS-CLIQUE PARA ASSSITIR

FILME-INFERNO EM CHAMAS

FILME O INFERNO EM CHAMAS

PROPAGANDA DA PAG. DO FACE 02

DA LINK SA PAG.DO FACE DO BLOG

AULA DE BIBLIOL.SETEF-07/05/13

AULA DE BIBLIOLOGIA-DATA:07/05/13- MINISTRADA DO SEMINARIO SETEF

Pag do facebook 02

quinta-feira, 17 de julho de 2014

664-UM ÓTIMO SERVO, MAS UM PÉSSIMO SENHOR!!!.CUIDADO!!.










Acesse nossos Sites e Curta a Nossa Página do facebook:
http://www.facebook.com/ProfMarcioDeMedeiros?ref=h
NOSSA NOVA PAGINA:
https://www.facebook.com/pages/Blog-do-Prof-Marcio-de-Medeiros/587441861298139
NOSSOS SITES:
http://profmarciodemedeiros.blogspot.com/
https://sites.google.com/
http://www.prof-marcio-de-medeiros.webnode.com/
http://profmarcio.ucoz.com/     
ALGUNS DE NOSSOS VIDEOS:
https://www.youtube.com/watch?v=f0vqXHcutbo
https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=vxBAQf2qA5o
https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=HK26_Xwh9sE 
========================================================================================================================  
O dinheiro é um ótimo servo mais um péssimo senhor”.

Origem do Dinheiro



A história da civilização nos conta que o homem primitivo procurava defender-se do frio e da fome, abrigando-se em cavernas e alimentando-se de frutos silvestres, ou do que conseguia obter da caça e da pesca. Ao longo dos séculos, com o desenvolvimento da inteligência, passou a espécie humana a sentir a necessidade de maior conforto e a reparar no seu semelhante. Assim, como decorrência das necessidades individuais, surgiram as trocas.
Esse sistema de troca direta, que durou por vários séculos, deu origem ao surgimento de vocábulos como "salário", o pagamento feito através de certa quantidade de sal; "pecúnia", do latim "pecus", que significa rebanho (gado) ou "peculium", relativo ao gado miúdo (ovelha ou cabrito).
As primeiras moedas, tal como conhecemos hoje, peças representando valores, geralmente em metal, surgiram na Lídia (atual Turquia), no século VII A. C.. As características que se desejava ressaltar eram transportadas para as peças através da pancada de um objeto pesado (martelo), em primitivos cunhos. Foi o surgimento da cunhagem a martelo, onde os signos monetários eram valorizados também pela nobreza dos metais empregados, como o ouro e a prata.
Embora a evolução dos tempos tenha levado à substituição do ouro e da prata por metais menos raros ou suas ligas, preservou-se, com o passar dos séculos, a associação dos atributos de beleza e expressão cultural ao valor monetário das moedas, que quase sempre, na atualidade, apresentam figuras representativas da história, da cultura, das riquezas e do poder das sociedades.
A necessidade de guardar as moedas em segurança deu surgimento aos bancos. Os negociantes de ouro e prata, por terem cofres e guardas a seu serviço, passaram a aceitar a responsabilidade de cuidar do dinheiro de seus clientes e a dar recibos escritos das quantias guardadas. Esses recibos (então conhecidos como "goldsmith´s notes") passaram, com o tempo, a servir como meio de pagamento por seus possuidores, por serem mais seguros de portar do que o dinheiro vivo. Assim surgiram as primeiras cédulas de "papel moeda", ou cédulas de banco, ao mesmo tempo em que a guarda dos valores em espécie dava origem a instituições bancárias.
Os primeiros bancos reconhecidos oficialmente surgiram, respectivamente, na Suécia, em 1656; na Inglaterra, em 1694; na França, em 1700 e no Brasil, em 1808 e a palavra "bank" veio da italiana "banco", peça de madeira que os comerciantes de valores oriundos da Itália e estabelecidos em Londres usavam para operar seus negócios no mercado público londrino.
Fonte: Livro "Casa da Moeda do Brasil: 290 anos de História, 1694/1984".
FINANÇAS PESSOAIS
Você gasta tempo de sua vida para ganhar dinheiro. A Bíblia ensina que tudo o que fazemos deve glorificar a Deus (1 Co 10.31). Assim, nós podemos e devemos glorificar a Deus através do dinheiro. A Palavra de Deus tem muitas orientações sobre dinheiro, bens materiais, dívidas, etc. Isso porque Deus sabia das dificuldades, pressões e tentações  que iríamos enfrentar nesta área.
DE QUEM É O DINHEIRO? Ag 2.8, Sl 24.1, Dt 8.18.
O PLANO DE DEUS PARA O DINHEIRO:
1.   Suprir nossas necessidades: Deus promete suprir-nos com tudo: Fl 4.19, Mt 6.31-33
2.   Suprir necessidades de outros por nosso intermédio: Rm 12.13, Sl 37.21, Ef 4.28
3.   Sustentar o ministério de Deus no mundo: 1 Co 16.2, Fl 4.10-20
ATITUDES E DECISÕES EM RELAÇÃO AO DINHEIRO:
O dinheiro em si é neutro. Tudo depende do uso que se faz dele. 1 Tm 6.10 ensina que o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males, e não o dinheiro em si.
1.   Reconhecer que tudo é de Deus, e devolver pelo menos o dízimo: Ml 3.10-11.
2.   Trabalhar e ganhar dinheiro honestamente: Pv 6.6-11, Pv 13.4, 2 Ts 3.10-12
3.   Não entrar em dívidas e procurar sair delas: Pv 22.7, Rm 13.8, 1 Co 7.21-23
4.   Não colocar o coração em dinheiro ou em coisas materiais: Pv 23.4-5, 28.22, Mt 6.19-21
5.   Não viver ansioso ou preocupado: Fl 4.6-7, 1 Pe 5.7
6.   Não ser avarento: Ec 5.10, Lc 12.15, Cl 3.5. Emprestar sem juros: Dt 23.19-20.
7.   Planejar os gastos: Pv 16.9. Faça um orçamento (modelo anexo) e pare com os gastos desnecessários! Coloque seus propósitos diante do Senhor: Sl 37.4
8.   Economizar: Pv 18.9 e 21.20. Guardar para quando precisar (emergências): Pv 27.18.
9.   Ser sensível em relação ás necessidades dos outros: Lc 3.11, Rm 12.13. Atenção! Não se deve ficar alimentando o preguiçoso: Pv 19.19 e 2 Ts 3.6-16.
10.Contribuir regularmente para o sustento da causa de Cristo: 2 Co 8.3-5, Fp 4.18
11.Ser honesto: Sl 37.21, Pv 21.6.
COMO CONTRIBUIR PARA O REINO DE DEUS?
1.   Sacrificalmente, isto é, algo que custo alguma coisa para você: 2 Co 8.2, Pv 11.24-25
2.   Alegremente: 2 Co 9.7
3.   Voluntariamente, não por que é “lei”: 2 Co 8.3, 9.7
4.   Regularmente (pelo menos uma vez por mês): 1 Co 16.2
5.   Começar pelo dízimo (10% da renda total): Ml 3.8, 10-11, Lc 11.42
DUAS COISAS QUE VOCÊ DEVE TOMAR CUIDADO:
1.   Emprestar dinheiro se ele vai lhe fazer falta
2.   Ficar por fiador: Pv 6.1-5
RIQUEZAS, BÊNÇÃO OU PERIGO?
1.   Se nossa prioridade é acumular dinheiro, teremos um grande fardo: Pv 1.19, 23.4, 30.7-9, Ec 5.12.
2.   Dependendo de nossas atitudes, o dinheiro pode ser bênção ou um entrave ao nosso crescimento espiritual: 1 Tm 6.6-10, 17-19, 2 Tm 2.4, Hb 13.5-6.
Lembre-se que o dinheiro é uma das bênçãos de Deus na proporção que é livremente dado e não acumulado. Uma das finalidades do dinheiro é transformar vidas; transferir valores materiais (perecíveis) para valores eternos (não perecíveis!).
MODELO DE ORÇAMENTO DOMÉSTICO
SALÁRIO TOTAL
R$ .....................................
SEPARAÇÃO P/O SENHOR (Dízimos e Ofertas) -
R$ .....................................
DESCONTOS (INSS, Imposto de Renda, etc.) -
R$ .....................................
SALDO LÍQUIDO =
R$ .....................................


DESPESAS FIXAS MENSAIS:

ALUGUEL OU PRESTAÇÃO CASA
R$ .....................................
CONTA DE LUZ
R$ .....................................
CONTA DE ÁGUA
R$ .....................................
TELEFONE
R$ .....................................
SUPERMERCADO
R$ .....................................
ESCOLA
R$ .....................................
ROUPAS
R$ .....................................
FARMÁCIA
R$ .....................................
VALE TRANSPORTE

MESADAS AOS FILHOS
R$ .....................................
OUTRAS (prestações*, etc.):
R$ .....................................

R$ .....................................

R$ .....................................
TOTAL DE DESPESAS
R$ .....................................


SALDO SALÁRIO MENOS DESPESAS
R$ .....................................


DEPÓSITO PARA POUPANÇA
R$ .....................................
DICAS PARA MELHORAR SEU ORÇAMENTO:
1)  O depósito para poupança sempre deve ser pelo menos 10% do salário líquido. Se o saldo do salário menos despesas é zero ou negativo, você deve mudar seu padrão de gastos, pois a Bíblia ensina que na casa do prudente sempre há mantimento (Pv 21.20). Leia também Ec 5.10.
2)  Se você é autônomo (não tem salário), comece calculando pela média dos seus rendimentos dos últimos 6 a 12 meses. Neste caso, seu depósito para poupança deve ser pelo menos 20% dos seus rendimentos, porque você não tem FGTS!
3)  O maior problema nos orçamentos são as “prestações” (roupas, eletrodomésticos, etc.). Pare de comprar a prazo, e compre somente á vista, com parte do dinheiro da poupança, e você logo terá um “alívio” no seu salário.
4)  Não gaste o dinheiro das “horas extras”. Deixe-o na poupança para uma necessidade!
5)  Economize água e luz, e ensine seus filhos a fazê-lo também!
6)  Nunca peça dinheiro emprestado. Veja o que a Bíblia diz: Pv 22.7.
7)  Compre roupas usadas ou em liquidação. “Pechinchar” não é pecado!
8)  Vá ao supermercado sem crianças ou adolescentes! Você economiza 10%!
9)  Faça uma lista das prioridades de compras. Não compre por “impulso”!
10) Compre só o necessário: porque comprar 3, se você só precisa 2?
11) Dê mesadas aos seus filhos. Nada de dinheiro extra!
12) Se você não pode comprar alguma coisa á vista, é sinal que não deverá fazê-lo á prazo, em prestações!
13) Cancele o cartão de crédito!
14) Ore, pedindo sabedoria em finanças.



O Cristão e o Dinheiro
O Cristão e o Dinheiro
Texto-base: 1 Tm 6.1-21

A Bíblia ensina-nos como enfrentar muitas situações diferentes na vida, incluindo como lidar com o dinheiro. Jesus falou muito sobre esse assunto e a Bíblia refere-se muitas vezes às riquezas (Ec 10.19). O dinheiro pode ser bênção ou maldição, dependendo do uso que dele fazemos. Como administramos o dinheiro afeta a nossa comunhão com o Senhor. O dinheiro é um rival de Cristo pelo senhorio da nossa vida (Lc 16.13,14), além de moldar o nosso caráter.

Princípios bíblicos que orientam o trato com as riquezas:

1.Tudo pertence a Deus.

Quando nascemos, nada trouxemos, quando morremos nada levaremos (Ec 5.13-15; 1 Tm 6.7-10; Sl 49.16,17).
Tudo o que possuímos é um empréstimo de Deus! Ele tem o direito de pedir quando quiser. Devemos usar bem o que Ele nos confiou!
Ilustração: Ternos usados nas funerárias não têm bolsos, pois nada levamos.
A terra é do Senhor (Sl 24.1; Ex 19.5; Dt 10.14; Ag 2.8). Tudo o que recebemos vem DELE (Tg 1.17; Jo 3.27; 1 Cr 29.14; Dt 8.18).
Exemplo de um rico: Jó. Era muito rico, “o maior de todos do oriente”: 7000 ovelhas (que davam lã, carne e leite), 3000 camelos (uma caravana de transporte, aluguel, uma transportadora), 1000 bois (para arar os campos, fornecer carne, couro), 500 jumentas (forneciam a iguaria da época: leite de jumenta, transporte).
Deus disse ao inimigo: “tudo quanto tem está em seu poder”. A resposta de Jó: “Deus me deu, Deus tomou”. (Jó 1.20-22).
"Se tudo vem do Senhor e pertence a Ele, então não só o que damos, mas também o que guardamos e gastamos é dEle. É errado pensar que quando damos uma parte de nosso dinheiro ao Senhor, o restante pertence a nós. Tudo pertence a Ele. Na verdade, Ele simplesmente nos permite usar o restante para o nosso sustento." (Lourenço E.K.)

2.Devemos possuir as riquezas e não ser possuídos por elas.

Não há nada errado em possuir os bens, em dirigir um carro. O problema é quando os bens nos possuem, quando o carro nos dirige. Ilustração: Homem que não saía de carro na chuva para não sujá-lo.
Jó nunca se prendeu aos bens. Como não era ele o proprietário, não teve problemas em devolvê-los.
O dinheiro em si não é pecaminoso, mas o amor às riquezas (1 Tm 6.10)
O rico insensato (Lc 12.13-21) usa várias vezes os pronomes possessivos: os meus. Não junte na terra, mas no céu (Mt 6.19-21; Sl 62.10). Quem tem como seu tesouro as coisas terrestres, terá seu coração escravizado por tais coisas. A palavra grega traduzida avareza (pleonexia), literalmente significa a sede de possuir mais.
O avarento não entra no céu (Ef 5.5). Devemos estar contentes com o que temos, pois Deus cuida de nós (Hb 13.5; Sl 37.25; Fp 4.10-13; 1 Tm 6.6). O problema é: em quem confiar?
A Bíblia identifica a busca insaciável e avarenta pelas riquezas como idolatria (1 Co 10.19,20; Cl 3.5). A ambição pela riqueza e a sua busca freqüentemente escravizam as pessoas (Mt 6.24).
As riquezas são, na perspectiva de Jesus, um obstáculo, tanto à salvação como ao discipulado (Mt 19.23,24; 13.22). Transmitem um falso senso de segurança (Lc 12.15ss.), enganam (Mt 13.22) e exigem total lealdade do coração (Mt 6.21). Quase sempre os ricos vivem como quem não precisa de Deus. Na sua luta para acumular riquezas, os ricos sufocam sua vida espiritual (Lc 8.14), caem em tentação e sucumbem aos desejos nocivos (1Tm 6.9), e daí abandonam a fé (1Tm 6.10). Geralmente os ricos exploram os pobres (Tg 2.5,6). O cristão não deve, pois, ter a ambição de ficar rico (1Tm 6.9-11).
O amontoar egoísta de bens materiais é uma indicação de que a vida já não é considerada do ponto de vista da eternidade (Cl 3.1). O egoísta e cobiçoso já não centraliza em Deus o seu alvo e a sua realização, mas, sim, em si mesmo e nas suas possessões. O fato de a esposa de Ló pôr todo seu coração numa cidade terrena e seus prazeres, e não na cidade celestial, resultou na sua tragédia (Gn 19.16,26; Lc 17.28-33; Hb 11.8-10).
O pouco com Deus é tudo (Pv 15.16). Não se apegue às coisas!!!

3.Devemos trabalhar para ganharmos nosso dinheiro.

O homem deve trabalhar (1 Ts 4.11,12; 2.9; 2 Ts 3.10,11; Ef 4.28; Pv 27.23-27) honestamente e diligentemente (Pv 10.2; 16.8; 20.17; 22.28; Pv 21.6), numa atividade que glorifique a Deus (1 Co 10.31; Cl 3.22-25; Dt 23.18).
A Bíblia condena a preguiça (Pv 6.9-11; Pv 28.19; Ec 10.18). O preguiçoso adia o começo daquilo que deve ser feito (Pv 6.9,10; 22.13) e não termina o que já foi iniciado (Pv 12.27); é adepto da lei do menor esforço (Pv 20.4). Jesus abençoou Pedro através do trabalho – a pesca (Mt 17.24-27).


Como Satanás controla os avarentos: através da ganância, sede de poder, orgulho, medo, temor da insegurança financeira.

1.Ganância

Ser ganancioso é ter além do que pode usar: 3000 pares de sapato, 5 carros, vários relógios, etc.
Antídoto para a ganância: Generosidade. Dar a Deus (Pv 3.9,10; 1 Cr 29.17; 2 Co 9.6,7,10).Dar aos pobres (Lc 22.33; Pv 19.17; 11.24,25; 21.13; 28.27; Sl 41.1; Is 58.10; Mt 6.4; 19.21)
Jesus, do que recebia, dava aos pobres (Jo 12.5,6; 13.29). Paulo (Gl 2.10) e João Batista (Lc 3.10-14) são exemplos.
Devemos mostrar gratidão (Cl 3.15; 1 Ts 5.18) e contribuir com alegria (2 Co 9.6-8)

2.Orgulho

Comerciais que apelam para o orgulho: “Suas amigas vão morrer de inveja”, “Só para pessoas exigentes”.
Antídoto para o orgulho: simplicidade, despojamento, humildade (Mt 10.16; 2 Co 11.3; Hb 13.5,6). O exemplo de João Batista (Lc 3.11-14).

3.Medo

Muitos são dominados pelo pensamento: “E se não tiver amanhã?”. Colocam até o dinheiro no colchão.
Não devemos nos preocupar, pois Deus cuida de nós (Mt 6.25-34)
Esperança em Deus ou nas riquezas? (1 Tm 6.17)
Nunca devemos pôr nossa confiança nas riquezas (Sl 62.10; 1 Tm 6.17-19; Pv 11.28; Lc 12.15-21; 1 Tm 6.4-11; Mt 6.24). O dinheiro não é fonte de alegria ou contentamento (Pv 15.16-17; Ec 5.10-11). É bom ter o suficiente, mas não o excesso (Pv 30.7-9).

Devemos evitar:

· Dívidas fora do seu alcance (Rm 13.8). O crente não deve fazer dívida. Devemos fazer uma previsão de gastos para não perder o controle. Não devemos nos comparar com os outros, nem cairmos no consumismo desenfreado (1 Tm 6.8-10). Evitar a todo custo, contrair mais dívidas para pagar dívidas; Não aceitar propostas de credores fora de suas reais possibilidades de pagamento; Não dever a agiotas. Dicas: gastar menos, ganhar mais, vender algo que não seja essencial.
· Ficar por fiador (Pv 17.18; 11.15; 6.1-5; 22.26)
· Desonestidade. A pessoa que promete pagar é obrigada cumprir a promessa. Aquele que promete e não paga está pecando. (Lc 16.12; Sl 15.4,5; Hb 2.9; Ef 4.1,25; Mt 5.37). A honestidade é parte do caráter cristão (2 Co 8.21; Tt 2.5; Pv 11.1; Jr 17.11). O nome de Deus é blasfemado, quando somos desonestos (Rm 2.21-24).
· Fazer do objetivo da vida o enriquecimento (1 Tm 6.9; Pv 23.4)

O que fazer com o dinheiro?

· Seja “rico para com Deus” (Mt 6.33; Jr 9.23-24; Pv 3.9,10).
· Viva dentro dos limites de seu orçamento (Pv 22.7)
· Pague os impostos e obedeça às leis do governo (Mt 22.17-21; Rm 13.1-8; 1 Pe 2.13-17; Sl 37.21).
· Não ser ganancioso, nem oprimir outros (Pv 28.8; Tg 2.6-7; 5:1-6; Am 8.4-6).
· Ore pedindo ajuda a Deus (Tg 4.2). Deus supre a necessidade (Mt 5.45; Sl 37.25; Mt 6.31,32). É preciso distinguir entre necessidade e cobiça (Tg 4.3; Is 55.2,3)
· Procure orientação (Cl 3.16; Hb 10.24; Pv 11.14; 12.15; 15.22; 24.6 )
· Não invejar a prosperidade do ímpio (Sl 73).
· Desfrute sem comprar (Praia, biblioteca, museu, parques públicos).

Existem coisas que o dinheiro não pode comprar, como uma espiritualidade genuína (At 8.18-20; Ap 2.9)

Muitos crêem que a riqueza é um sinal de benção e a pobreza de falta de fé ou pecado.
Os fariseus escarneciam de Jesus por causa da sua pobreza (Lc 16.14). Essa idéia falsa é desmentida por Cristo (Lc 6.20; 16.13; 18.24,25).

Obras Consultadas:
CUNNINGHAM, Loren. FÉ E FINANÇAS NO REINO DE DEUS. Venda Nova: Betânia, 2003.
STOTT, John. FIRMES NA VERDADE – Estudos Bíblicos 2 Timóteo. São Paulo: Cultura Cristã, 2001.
SWINDOLL, Charles R. Jó - Série heróis da fé. São Paulo: Mundo Cristão, 2001.

Falar sobre finanças parece ser algo muito pouco espiritual. Sendo mais realista ainda, tenho a impressão que temos uma mente programada para associar esse assunto a algo totalmente diabólico. Lembramos de Mamom, coisas materiais e carnais. Acontece, entretanto, que, na prática, não podemos ignorar o fato de que lidamos com esse assunto todos os dias.
Existem 1.565 versículos que falam em dinheiro. Curiosamente, dos 107 versículos do sermão do monte 28 se referem a dinheiro. Além disso, Jesus se referiu ao dinheiro (ou riqueza) em 13 parábolas. Isso mostra como a Bíblia trata desse assunto com expressividade.
O Senhorio de Deus é sobre absolutamente todas as coisas, inclusive sobre as riquezas e os recursos. Ele tem todo o poder e autoridade sobre tudo e todos. O profeta Ageu escreveu que o Senhor dos Exércitos disse: “minha é a prata e meu é o ouro” (Ag 2:8). Desde os tempos de Moisés havia a compreensão que  “…é Ele que te dá força para adquirires riquezas…” ( Deut. 8:18)
No livro “O Seu Dinheiro” o Pastor Howard Dayton aponta 3 razões porque devemos aprender a lidar com o dinheiro:
(1) a maneira como lidamos com dinheiro afeta nossa comunhão com o Senhor. Segundo Lucas, “Se, pois, não vos tornastes fiéis na aplicação das riquezas de origem injusta, quem vos confiará a verdadeira riqueza?”  (Lc 16:11);
(2) em certo sentido, as posses competem com o Senhor pelo domínio de nossas vidas. Aqui cabem as palavras de Jesus que “ninguém pode servir a dois senhores, porque ou há de aborrecer-se de um e amar o outro, ou se devotará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas” (Mt 6:24);
(3) Grande parte da nossa vida gira em torno do dinheiro. Por isso devemos estar atentos em tomar decisões corretas quanto ao uso de nosso dinheiro.
Vamos apontar 15 princípios bíblicos sobre finanças e citar referências dos textos para fundamentar esses princípios. Comentários adicionais se fazem desnecessários. Abra seu coração e deixe o Espírito de Deus revelar em sua vida a aplicação de cada princípio desses. Quais estão sendo seguidos? Quais precisam ser aprendidos e vividos? Enfim, o que importa é entender, confirmar ou mudar. Isso é obra do Espírito de Deus em nosso interior. Neste informativo, comentaremos 8 deles. Vamos em frente:
1. Viver do nosso trabalho
Ef. 4:28 “Aquele que furtava, não furtes mais; antes, trabalhe, fazendo com as próprias mãos o que é bom, para que tenha com que acudir o necessitado”.
Sl. 128:2 “Do trabalho de tuas mãos comerás, feliz serás e tudo te irá bem”.
1 Tes.4:10-12  “Contudo, vos exortamos, irmãos, a progredirdes cada vez mais e a diligenciardes por viver tranquilamente, cuidar do que é vosso e trabalhar com as próprias mãos, como vos ordenamos, de modo que vos porteis com dignidade para com os de fora e de nada venhais a precisar”.
2. Contentarmos com o que temos
1 Tim.6:6-8 “De fato, grande fonte de lucro é a piedade com o contentamento. Porque nada temos trazido para o mundo, nem coisa alguma podemos levar dele. Tendo sustento e com o que vestir, estejamos contentes”.
3. Não ter apego ao dinheiro
1 Tim.6:9-10 “Ora, os que querem ficar ricos caem em tentação, e cilada, e em muitas concupiscências insensatas e perniciosas, as quais afogam os homens na ruína e perdição. Porque o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males, e alguns nessa cobiça, se desviaram da fé e a si mesmos se atormentaram com muitas dores”.
1 Tim.6:17-19 “Exorta aos ricos do presente século que não sejam orgulhosos, nem depositem a sua esperança na instabilidade da riqueza, mas em Deus, que tudo nos proporciona ricamente para nosso aprazimento, que pratiquem o bem, sejam ricos de boas obras, generosos em dar e prontos a repartir, que acumulem para si mesmos tesouros, sólido fundamento para o futuro, a fim de se apoderarem da verdadeira vida”.
4. Planejar os gastos
Lc.14:28 “Pois qual de vós, pretendendo construir uma torre, não se assenta primeiro para calcular a despesa e verificar se tem os meios para a concluir?”
Planejar vem antes de gastar.
5. Nunca ficar devendo nada a ninguém
Rm.13:7-8 “Pagai a todos o que lhes é devido: a quem imposto, imposto; a quem respeito, respeito; a quem honra, honra. A ninguém fiqueis devendo coisa alguma, exceto o amor...”
Prov.22:7 “O rico domina sobre o pobre, e o que toma emprestado é servo do que empresta.”
6. Investir no que é necessário
Is.55:2 “Por que gastais o dinheiro naquilo que não é pão, e o vosso suor naquilo que não satisfaz? Ouvi-me atentamente, comei o que é bom e vos deleitareis com finos manjares.”
7. Honrar a Deus com os nossos bens
Prov.3:9-10 “Honra ao Senhor com os teus bens e com as primícias de toda a tua renda, e se encherão fartamente os teus celeiros e transbordarão de vinho os teus lagares.”
8. Não viver às custas dos outros
2 Tessal.3:7,8,10,12 “...pois vós mesmos estais cientes do modo por que vos convém imitar-nos, visto que nunca nos portamos desordenadamente entre vós, nem jamais comemos pão a custa de outrem; pelo contrário, em labor e fadiga, de noite e de dia, trabalhamos, a fim de não sermos pesados a nenhum de vós ...Porque, quando ainda convosco, vos ordenamos isto: se alguém não quer trabalhar, também não coma...A elas, porém, determinamos e exortamos, no Senhor Jesus Cristo, que, trabalhando tranqüilamente, comam o seu próprio pão...”
Estudo Bíblico sobre as finanças e as orientações bíblicas
Você sabia? 20% de tudo o que Jesus falou estava relacionado com dinheiro e bens materiais, das 38 parábolas, 16 se referem a este tema, um em cada dez versos nos evangelhos lida com a questão do dinheiro, apenas 500 versos da Bíblia são a respeito da oração e menos de 500 tratam da fé, porém mais de 2.000 referem-se ao dinheiro e às posses. Você sabia? Jesus falou mais acerca de dinheiro e posses que (oração, fé, céu, inferno, demônios e o diabo).
Baseados nessas verdades deveram estar mais atentos com as finanças, e principalmente ao modo pelo qual adquirimos e administramos, se Cristo abordou tanto acerca desse assunto é por que ele deseja que venhamos aprender a maneira correta de lidar com o dinheiro, sabemos que o dinheiro é útil e extremamente essencial para suprir as nossas necessidades, realizar nossos desejos, satisfazer de modo geral as nossas vontades, e enfim nos proporcionar determinados confortos, todavia convém salientar que o dinheiro pode ser benção ou maldição, dependendo do uso que dele fazemos, pois conforme expressa o ditado popular: 
“o dinheiro é um ótimo servo mais um péssimo senhor”.
A bíblia nos ensina que o dinheiro em si não é mal, muito embora, é mister o reconhecimento do fato de que todo o mal advém justamente do amor exacerbado ao dinheiro, que torna uma insana idolatria a divindade pagã; “mamon”. A própria história confirma que o espírito de avareza, ganância e ambição corrompem os valores, ferem os princípios e destroem a ética e a moral.
E aqueles que o almejam acima de tudo, certamente se tornam escravos do consumismo insaciável e também parasitas do capitalismo selvagem que domina o homem tornando-o a pior de todas as espécies existentes, capaz de usurpar, defraudar e trucidar em nome da cobiça do poder. Precisamos aprender imediatamente a possuir as coisas e jamais permitir ser possuídos por elas. Pois, bem sabemos que o dinheiro é extremamente útil e deverás necessário para a nossa sobrevivência, tal fato é incontestável. Não há como viver nos tempos hodiernos sem uma moeda circulante proporcionando as transações comerciais.
“Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda espécie de males; e, nessa cobiça alguns se desviaram da fé e se transpassaram a si mesmos com muitas dores” (1 Tm 6 : 10).
AS RECOMENDAÇÕES BIBLICAS PARA O USO DO DINHEIRO:
I. DEVEMOS GANHAR NOSSO DINHEIRO COM ESFORÇO:
A ética bíblica nos orienta que devemos trabalhar e nos esforçarmos para fazer jus ao que recebemos. Desde o principio percebemos que é preciso empregar esforço para obtermos os bens que necessitamos, pois disse Deus: “No suor do teu rosto, comerás o teu pão…” (Gn 3: 19a). Também o apóstolo Paulo alerta: “e procureis viver quietos, e tratar dos vossos próprios negócios, e trabalhando com vossas próprias mãos, como já vo-lo temos mandado” (1 Ts 4 : 11). “Se alguém não quiser trabalhar, não coma também” “(2 Ts 3: 10). Em síntese, é preciso nos esforçar fisicamente e intelectualmente (valorizar o trabalho e os estudos) para que possamos ser abençoados materialmente.
II. DEVEMOS GANHAR NOSSO DINHEIRO HONESTAMENTE FUGINDO DE PRÁTICAS ILÍCITAS:
Uma das formas de se ganhar dinheiro fácil é agir de forma desonesta. E, infelizmente algumas pessoas que se dizem cristãs muitas vezes movidas pela ganância de melhorar sua condição de vida material estão agindo desonestamente, adotando práticas ilícitas, como por exemplo: jogos de azar, rifas, loterias, bingos, cassinos, sonegação de impostos, não pagando corretamente os salários de seus empregados, ou mesmo desviando recursos financeiros de empresas (sejam públicas ou privadas) para si próprios. Tais pessoas embora pensem que possam dessa maneira suja prosperar estão profundamente enganadas, pois a palavra de Deus adverte: “Melhor é o pouco, havendo justiça, do que grandes rendimentos com injustiça (desonestidade)” (Pv 16: 8).
“O homem fiel abundará em bênçãos, mas o que se apressa a enriquecer não ficará sem castigo” (Pv 28: 20). Logo é preciso que todo cristão que deseja ser próspero fuja de toda prática ilícita e desonesta para ganhar dinheiro fácil, pois a bíblia diz que a uma maldição sobre os ambiciosos, “Aqueles que ambicionam tornarem-se ricos caem nas armadilhas do demônio e em muitos desejos insensatos e nocivos, que precipitam os homens no abismo da ruína e da perdição”. (I Tm 6.9), em contra partida a palavra de Deus testefica que a benção do Senhor está sobre a vida do honesto, pois está escrito: “Mais vale o pouco que tem o justo, do que as riquezas de muitos ímpios”,(Sl 37.16). Conforme diz o velho ditado “o pouco sem Deus é muito e o muito sem Deus é nada”.
III. DEVEMOS SER BONS ADMINISTRADORES DOS NOSSOS RENDIMENTOS:
Muitos cristãos têm ficado em situação difícil, por causa da má administração de suas finanças, do uso irracional do cartão de crédito, cheque especial, empréstimos bancários e financiamentos. Ou seja, gastam mais do que ganham comprando o que não podem pagar. Tais atitudes refletem a fraqueza de caráter e acaba gerando problemas financeiros, desavenças no lar e um péssimo testemunho cristão por meio de seus maus exemplos.
Vale salientar que a solução para nossos problemas financeiros não está relacionadas há o quanto ganhamos, mas a como administramos, muitas vazes ganhar mais se torna um bom motivo para comprar mais e dever mais, portanto não seja como determinados indivíduos que compra o que não precisa com o dinheiro com que não tem.
IV. DICAS PARA UMA SAUDÁVEL ADMINISTRAÇÃO:
Reconheça que Deus é o dono de tudo. (Ag 2.8; Sl 24.1; Dt 8.18);
Estabeleça um orçamento mensal por meio de planejamento. (Lc 14. 28-30);
Viva de acordo com sua realidade financeira. “Seja prudente. Não de um salto além das pernas”. (ICo 14.40);
Priorize as necessidades e não seus desejos;
Evite contrair dividas fora do seu alcance. “A ninguém fiqueis devendo coisa alguma…”(Romanos 13. 8a);
Honre seus compromissos e preze pelo seu nome. (Pv. 22.1; II Cr 8.21);
Prepare-se para momentos difíceis por meio da redução de custos, economia e poupança.“ex: José ao governar o Egito, se preparou para o momento difícil, economizando!”.
V. COMO O CRISTÃO DEVE PROCEDEREM RELAÇÃO AS SUAS FINANÇAS:
Desenvolvendo o sentimento de gratidão para com Deus: (I ts 5.18);
Se Contentando com o que tendes: (HB 13.5; I Tm 6.8);
Confiando em Deus e nunca nos seus bens: “quem confia em suas riquezas certamente cairá”(Pv 11.28);
Sendo fiel ao Senhor: (Ml 3.15, Pr 3.9-10);
Sendo sensível em relação ás necessidade dos outros: (Lc 3.11;Rm 12.13).
CONCLUSÃO:
As escrituras mostram que existe uma conexão fundamental entre a vida espiritual de uma pessoa e sua atitude para com o dinheiro e as possessões. Tal atitude revela o caráter e os verdadeiros valores da pessoa. Em (Lc 19:1-10) Jesus julgou a transformação no coração de Zaqueu pela sua atitude em relação ao dinheiro e as posses, o inverso ocorreu com o jovem rico, (Mt 19), devido a sua ligação com o dinheiro e possessões.
Um grande princípio que Jesus ensinou foi: “Pois onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração” (Mateus 6:21). Existem dois métodos essenciais para conhecer uma pessoa um é analisando a sua agenda e a outra seu contra cheque, um revelará onde ela investe seu tempo e a outra o seu dinheiro, daí conheceremos seus reais valores.
Que Deus abençoe sua vida e suas finanças!!!
Fonte:
http://www.ebdonline.com.br/financas.htm
http://doutrinas.blogspot.com.br/2007/04/o-cristo-e-o-dinheiro.html

http://vejadetudo.com.br/estudos-biblicos/72-financas/868-orientacoes-biblicas-para-as-financas
http://www.casadamoeda.gov.br/portalCMB/menu/cmb/sobreCMB/origem-dinheiro.jsp

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OLA!.EU SOU MARCIO DE MEDEIROS-PROF.DO SETEF,SEJA BEM VINDO AO NOSSO BLOG.JESUS TE AMA E MORREU POR VOÇÊ!!!.
TEMOS,1 SITE DESTINADO A CULTURA GERAL , OUTRO SITE DESTINADO À ASSUNTO BÍBLICOS E UM OUTRO SITE DESTINADO À ENTRETENIMENTO,TEMOS:JOGOS,FILMES,DESENHOS ETC.USE OS LINKS ABAIXO PARA VISITAREM OS SITES.TEMOS 3 SITES E 1 BLOG.BOM PROVEITO!.

https://sites.google.com/
http://www.prof-marcio-de-medeiros.webnode.com/
http://profmarcio.ucoz.com